Preço dos combustíveis tem alta expressiva em junho; veja o comparativo

No mês passado, o preço dos combustíveis como gasolina, etanol e diesel subiram quando comparados com os valores cobrados em maio. A elevação foi impulsionada por repasses de altas nas refinarias, de acordo com um levantamento da Ticket Log compartilhado na última semana.

Preço dos combustíveis tem alta expressiva em junho; veja o comparativo
Preço dos combustíveis tem alta expressiva em junho; veja o comparativo ( Foto: Geraldo Bubniak / AGB)

Segundo o IPTL (Índice de Preços Ticket Log), o mês de junho foi o primeiro do ano a registrar altas nos preços para os três combustíveis mais utilizados, em meio a uma flexibilização gradual mais acentuada da economia após as medidas de isolamento contra o coronavírus em algumas regiões do país.

Em maio, a gasolina era encontrada por 4,005 reais por litro, saltando em junho para o preço médio de 4,151 reais, o que representa alta de 3,63%.

Já o etanol, terminou o mês de junho com preço médio de 3,320 reais por litro, um acréscimo de 3,59% em comparação com maio, quando foi vendido a 3,206 reais.

Por fim, o diesel, o combustível mais consumido no Brasil, teve uma elevação de 1,38% em seu preço no mês de junho.

O único combustível que apresentou elevação em seu preço em todos os estados do país foi a gasolina. O outros apresentaram queda em algumas localidades, mesmo com a tendência de alta em todas as regiões, segundo a análise.

“O aumento no preço dos combustíveis já estava previsto como reflexo gradativo, nas bombas, do repasse de alta às refinarias que aconteceu em maio”, explicou o chefe de Mercado Urbano da Edenred Brasil, Douglas Pina.

A Petrobras fez desde o dia 7 de maio, oito alterações nos preços da gasolina vendida em suas refinarias. Desta forma, o preço do combustível vendido pela estatal acumulou alta de mais de 80% frente ao patamar mais baixo do ano, que foi consultado no final de abril (0,9160 real/litro), pelo acompanhamento dos dados feito pela Reuters.

Analisando pode regiões, a gasolina mais cara do país no mês passado foi vendida na região Sudeste, por 4,198 reais por litro, representando um aumento de 2,97%. Em maio, o resultado foi diferente e os maiores preços foram contabilizados na região Nordeste.

Já a região com preços mais baratos da gasolina foi o Sul, com 3,940 reais por litro, porém com 4,7 de aumento, o maior índice do país.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA