Valor dos combustíveis retomam crescimento nos postos; confira comparativo

Nessa semana, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) informou que o valor dos combustíveis voltou a subir nos postos de distribuição. De acordo com o levantamento, o preço do litro de gasolina foi reajustado em 1,04%, ficando em R$ 4,064. Já o diesel teve um aumento ainda maior, uma média de 2,27%, sendo ofertado por R$ 3,147. Entenda os impactos no texto abaixo.  

Valor dos combustíveis retomam crescimento nos postos; confira comparativo (Imagem: Reprodução - Google)
Valor dos combustíveis retomam crescimento nos postos; confira comparativo (Imagem: Reprodução – Google)

Segundo a ANP, a elevação tarifaria dos combustíveis era esperado mediante aos desdobramentos da crise do novo coronavírus. Com as alterações informadas pela Petrobras ao longo das últimas semanas, o valor final da gasolina de fato sofreria um acréscimo.  

Até o momento, o combustível mais barato no mercado é o etanol, que sofreu um reajuste de 1,03%, tendo seu preço final em R$ 2,737. Mediante as modificações feitas pela Petrobrás, o diesel foi acrescentado em 6%, o maior até então. Enquanto a gasolina ficou com um acréscimo de 3%.  

Índices dos reajustes nos combustíveis  

Ainda de acordo com os informes da ANP, essa foi a terceira alta consecutiva no preço do diesel, considerado o combustível mais requisitado nacionalmente. Em maio seu reajuste foi de 7% e em junho ficou em aproximadamente 8%.  

Já para a gasolina, esse é o sétimo aumento consecutivo, sendo o primeiro aplicado no início do mês de maio.

É válido ressaltar que, antes de passar por essa fase de acréscimos, ambos os combustíveis sofreram uma série de quedas mediante o clima de instabilidade entre a Ásia e a Rússia na definição do quantitativo final de produção dos produtos.  

Modificações nos postos de gasolina  

Mediante sinais de estabilização no mercado internacional, tendo passado a primeira crise do novo coronavírus, analistas explicam que é normal que os preços passem por um período de revisão.  

O número de distribuição está retomando o quantitativo regular entre as grandes produtoras e distribuidoras e assim os postos de gasolina passam a ter acesso as revisões de valores.

Com o fim dos estoques de seus tanques, ao comprar a gasolina ou o diesel mais caro, os proprietários ficam resguardados para poder assim aplicar essas taxas para o consumidor final. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.