BB e Caixa Econômica liberaram R$3,3 bilhões em empréstimos no Pronampe

Programa que beneficia microempreendedores já conta com uma injeção econômica de mais de R$ 3,3 bilhões. De acordo com o último balanço divulgado pelo Pronampe (Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte), a Caixa e o Banco do Brasil foram as instituições financeiras que mais investiram no projeto. 

BB e Caixa Econômica liberaram R$3,3 bilhões em empréstimos no Pronampe (Imagem: Reprodução - Google)
BB e Caixa Econômica liberaram R$3,3 bilhões em empréstimos no Pronampe (Imagem: Reprodução – Google)

A iniciativa tem como finalidade facilitar a liberação de crédito para o MEI, e empresas de pequeno e médio porte, como forma de minimizar os efeitos da pandemia do novo coronavírus 

A ideia geral do Pronampe é permitir que os grandes bancos concedam suas linhas de crédito de forma mais fácil e menos burocrática para os empreendedores.

Desse modo, visando incentivar a contratação desse serviço, o governo federal vem injetando mais de R$ 40 bilhões de modo que assegure as instituições em caso de inadimplência.  

Investimento do Banco do Brasil 

Até o momento, de acordo com o gerente de Micro e Pequenas Empresas do BB, Neudson Peres de Freitas, o Banco do Brasil já liberou cerca de R$ 1,8 bilhões em crédito. 

Os recursos estão sendo emprestados por meio do FGO (Fundo Garantidor de Operações), sendo este custeado pelo poder público, responsável por cobrir até 85% do financiamento.  

Investimento da Caixa 

Vice-presidente de Negócios e Varejo da Caixa, Celso Leonardo Barbosa, informou que o banco injetou aproximadamente R$ 1,5 bilhão por meio do Pronampe. De acordo com ele, a linha de crédito deverá liberar um total de R$ 6 bilhões.  

“Pelo menos 70% dos clientes que pediram esse crédito não são clientes da Caixa. Esse também é um movimento de bancarização”, disse.  

Pronunciamento do governo 

Segundo o secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos da Costa, o programa todo já liberou aproximadamente 67% para microempresas e 33% para médias empresas.  

Ele informou também que o governo estudar lançar um novo serviço, intitulado de emprestômetro. A atividade ficará disponível no Portal do Empreendedor e exibirá o total de empréstimos ofertados pelos programas de crédito.  

Por fim, o projeto estudar permitir também a liberação de créditos através dos serviços de maquininha. As regras e normas de funcionamento estão sendo finalizadas e devem entrar em aplicação ao longo das próximas semanas.  

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA