Restituição IR 2020: Como realizar a consulta e cálculo do valor? Saiba AQUI!

No próximo dia 30 se encerra o prazo para contribuintes realizarem a declaração do Imposto de Renda. Com isso, dúvidas surgem sobre quem devem realizar a ação e como fica a restituição IR 2020!

publicidade

A restituição do Imposto de Renda é o valor que a Receita Federal poderá pagar ao contribuinte caso o mesmo tenha – durante a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física – colocado valores que precisam ser devolvidos.

Vale lembrar que também pode ser o contrário. Ou seja, o contribuinte poderá ter deixado algo passar batido e terá que realizar o pagamento da diferença ao Leão. Por isso, durante o processo de declaração do IR 2020 é necessário ter atenção para não cometer deslizes.

Valor a ser pago ou recebido é atualizado pela taxa Selic, acumulada a partir do mês seguinte ao prazo final de entrega da declaração até o mês anterior ao pagamento do valor à Receita, mais 1% no mês do depósito.

Os mais comuns na restituição são os gastos com educação, despesas médicas, as despesas com dependentes e contribuição à Previdência Privada.

A Receita Federal destaca que é necessário ficar atento também aos critérios específicos de restituição que são estabelecidos mediante a forma no qual o contribuinte realizou a declaração.

No modelo de declaração simplificado, o Leão aplica um desconto de 20% sobre os rendimentos tributáveis, limitado a R$ 16.754,34, e chega a um valor que é chamado de base de cálculo do Imposto de Renda.

Já no modelo completo não são fixos em 20%, e podem passar de R$ 16.754,34. O processo parece ser difícil, mas não é. A Receita Federal libera anualmente a possibilidade do contribuinte realizar a consulta destes valores na internet, porque os mesmos podem variar de acordo com cada situação.

Podem consultar se tem o benefício liberado aqueles contribuintes que já realizaram a declaração do IRPF 2020, na qual tem dados relativos aos ganhos de 2019.

A consulta da restituição IR 2020 deve ser realizada através página da Receita Federal na internet ou  através do Receitafone, no número 146. O calendário de pagamentos já iniciou.

Desde o dia 29 de maio, quando foi pago o primeiro lote. Agora, já foi liberada a consulta para o segundo lote, que tem previsão de pagamento no dia 30 de junho. Segundo a Receita Federal, recebem quem enviou a declaração até o dia 4 de março deste ano.

Os pagamentos são realizados neste ano de forma adiantada, em detrimento da crise econômica gerada pela pandemia do novo coronavírus.

Amanda Castro é graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP). É responsável pela área de negócios, tráfego e otimização SEO do portal FDR. Além disso, é também redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular, finanças e programas sociais.