Doria trava retorno dos clubes de futebol e libera reabertura para julho

A decisão do governador de São Paulo, João Doria, de liberar gradualmente os treinos dos clubes de futebol somente a partir de 1º de julho frustrou as expectativas de vários clubes da Série A1 do Campeonato Paulista, e da própria Federação que esperavam que os treinos retornassem na próxima segunda.

Dória trava retorno dos clubes de futebol com reabertura em julho
Dória trava retorno dos clubes de futebol com reabertura em julho (Foto: Google)

Já duram três semanas as negociações para a volta dos treinamentos. Os clubes da elite do Paulistão fizeram uma espécie de pacto de que voltariam ao mesmo tempo com a autorização das autoridades estaduais. Porém na semana passada, o pacto foi quebrado, quando o Red Bull Bragantino confessou ter conseguido uma autorização municipal e retomado as atividades.

Este acontecimento aumentou o ritmo do processo de retomada. A ideia no princípio era o de conseguir liberações diretamente com as prefeituras, e o plano foi bem sucedido, mas ainda faltava o aval do Governo do Estado. 

Os clubes e a Federação Paulista esperavam obter uma liberação imediata, para esta ou para a próxima semana no máximo. A autorização somente para julho surpreendeu e frustrou os envolvidos, que alegam que os treinos em espaços ao ar livre são mais seguros do que os shopping centers, lojas e comércios que foram liberados.

A Federação Paulista de Futebol afirmou em nota divulgada nesta quinta que “o anúncio, com o distante reinício das atividades, causou estranheza, já que o Protocolo de Retomada Gradual aos Treinos preza, em primeiro lugar, pela saúde de todos envolvidos. Assim, os profissionais do futebol, que dependem de seu condicionamento físico para exercer suas atividades, seguem impedidos de trabalhar, sem que haja uma explicação plausível e científica. A Federação Paulista de Futebol convocará uma reunião virtual com os 16 clubes para esta quinta-feira, 15h, para tratar do tema”.

No anúncio feito por Doria hoje (18), foi dito que os protocolos finalizados dizem respeito somente para as equipes da A1. As medidas se limitam aos treinamentos e a volta dos jogos ainda será avaliado, porém sem nenhuma previsão de retorno no momento. 

Os clubes ficam obrigados a realizar testes nos jogadores na apresentação e antes de todas as partidas, número de pessoas limitadas durante os treinos, não permitir a presença de torcida, fornecer máscaras para a comissão técnica e medir a temperatura de todos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.