Reabertura do Grande Recife causa aglomerações e superlotação; entenda impactos

Já com o início do processo de flexibilização em todo o país, os municípios que fazem parte da Região Metropolitana do Recife (RMR), em Pernambuco, apresentaram alguns pontos de aglomeração e superlotação. O que chamou a atenção do governo estadual sobre os métodos adotados.

Reabertura do Grande Recife causa aglomerações e superlotação; entenda impactos (Reprodução/Internet)
Reabertura do Grande Recife causa aglomerações e superlotação; entenda impactos (Reprodução/Internet)

O processo faz parte do Plano de Monitoramento e Convivência, no qual foi iniciado na última segunda-feira (15) com a liberação de alguns comércios para voltar a funcionar, mas sendo necessário obedecer medidas restitivas.

Um dos pontos mais preocupantes observado pela reportagem do G1 é a superlotação nos sistemas de transporte público, como metrô e ônibus. A concessionária garantiu o aumento na frota deste serviços.

Em entrevista ao portal da Globo, o superintendente da CBTU, Carlos Ferreira, detalhou que os atrasos na operação do metrô foi mediante aos transtornos causados pelo furto de cabos.

Ainda segundo ele, atrasos na Linha Sul eram de, aproximadamente, 15 minutos. Já na Linha Centro, os trens circulavam normalmente. Com isso, passageiros reclamaram sobre a demoras e os vagões cheios, pela falta de itinerário.

Resposta ainda contempla que a operação da Linha Diesel, os Veículos Leves sobre Trilhos (VLT), não está autorizada. Já sobre as alterações nos horários do metrô, o Carlos pontua que vai acontecer de acordo com o aumento da demanda.

O mesmo cenário é válido para os ônibus, nos quais também geram queixas dos passageiros por ter um número insuficiente. Mesmo com as medidas que obrigam que o transporte não deve circular superlotado.

Em resposta, Grande Recife pontua que protesto do Sindicato dos Rodoviários acarretou atraso na saída dos 172 coletivos do estacionamento empresa. Operação estava sendo gradativamente retomada por volta das 7h.

Reabertura do comércio em Recife

Desde a última segunda (15), o comércio de rua, salões de belezas, concessionárias, locadoras de veículos, salões de beleza podem ter o restabelecimento de suas funções, mas com 50% da participação dos funcionários.

Os treinos de futebol profissional também foram retomados. Porém, para que seja necessária a abertura é importante adotar uma série de regras específicas nos quais devem ser obedecidas.

Esta faz parte de uma série de etapas que o estado está estabelecendo para a retomada, um total de 11. Evoluções serão realizadas a medida que haja uma resposta nos indicadores de saúde.

É importante destacar que estas medidas iniciais são apenas válidas para a Região Metropolitana de Recife. Outros 85 municípios do Agreste e da Zona da Mata de Pernambuco, não podem abrir. Isto porque estas localidades não apresentaram redução na demanda por leitos de UTI.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Reabertura do Grande Recife causa aglomerações e superlotação; entenda impactos

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA