Atenção, gaúchos! Tarifas de energia serão reajustadas em 6,09%

Gauchos terão a conta de luz ainda mais cara. Nessa quarta-feira (17), a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel)aprovou um aumento de 6,09% nas tarifas de energia da RGE Sul. De acordo com a instituição, a decisão será aplicada a partir desta sexta-feira (19), mas só passará a valer em 1 de julho. Atualmente, a empresa é responsável pela distribuição para cerca de 2,9 milhões de unidades consumidoras presentes no Rio Grande do Sul. 

Atenção, gaúchos! Tarifas de energia serão reajustadas em 6,09% (Imagem: Reprodução - Google)
Atenção, gaúchos! Tarifas de energia serão reajustadas em 6,09% (Imagem: Reprodução – Google)

Segundo o informe, as modificações serão aplicadas de duas formas diferentes. Para consumidores residenciais a alta vai ser de 5,22%. Já para industrias e empresas o novo cálculo médio deverá ser de 6,24%.  

Além disso, o reajuste vai incluir uma série de despesas, sendo elas: encargos setoriais (0,32%), transmissão (1,42%), compra de energia (6,51%), parcela de distribuição (1,82%), custos financeiros (5,67%) dos próximos 12 meses  e o efeito da retirada de componentes financeiros (9,65%) incluídos na atual tarifa. 

Tarifas de energia atuais 

Por causa da pandemia do novo coronavírus, as contas que estiverem em aberto (referentes ao mês de junho) deverão ser mantidas até o fim do mês. No entanto, a diferença dos valores que não for cobrada, precisarão ser pagas em parcelas a partir do segundo semestre.  

Sobre a RGE Sul 

Trata-se da maior distribuidora de energia do estado, realizada em parceria com o grupo CPFL. Atualmente, atende cerca de 381 municípios no interior, contabilizando uma média de 77% de energia no Rio Grande do Sul. Dentro desse repasse, 2,24 milhões de consumidores são residenciais, significando um faturamento anual de R$ 7,4 bilhões. 

MP que proíbe corte de energia  

Com o valor das tarifas ainda mais alto, é importante que os moradores do Sul fiquem atento as medidas aprovadas pelo governo federal. Caso tenham suas distribuições cortadas por falta de pagamento, a partir de agora poderão recorrer e entrar com recursos contra a distribuidora.  

Isso acontece porque, na última semana, o presidente Jair Bolsonaro assinou a MP na qual proíbe cortes sem aviso prévioTodas as fornecedoras nacionais precisão notificar os inadimplentes com um prazo de até 48h antes do desligamento que já não pode mais ser feito em dias de sexta-feira, sábado, domingo, feriados ou datas pré feriado. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.