Sofrendo com a crise financeira? Veja formas de liquidar suas dívidas e se reerguer

PONTOS CHAVES

  • Serasa abre programa de renegociação de dívidas durante a pandemia
  • Governo libera recursos até o mês de dezembro por meio de programas sociais
  • Contas de água e luz não poderão ser cortadas após MP validada por Bolsonaro

Em tempos de coronavírus, brasileiros precisam reorganizar seu orçamento para evitar cair na crise financeira. Com a chegada da pandemia, boa parte da sociedade paralisou os trabalhos e com isso teve a renda mensal reduzida. Desse modo, para manter o pagamento das despesas em dia, tem sido necessário renegociar dívidas, buscar por programas sociais, calcular os benefícios liberados e administrar bem essas quantias. No texto abaixo, listaremos algumas dicas de organização econômica para que você consiga programar seus recursos. Confira.  

Sofrendo com a crise financeira? Veja formas de liquidar suas dívidas e se reerguer (Imagem: Reprodução - Google)
Sofrendo com a crise financeira? Veja formas de liquidar suas dívidas e se reerguer (Imagem: Reprodução – Google)

Um dos primeiros passos para os devedores é procurar pelas oportunidades de renegociações ofertadas por empresas e instituições.

Na última semana, o Serasa anunciou que permitirá que os credores de até R$ 1 mil quitem esse valor pagando apenas R$ 100. A ação foi realizada em parceria com a Ativos e deverá beneficiar mais de 1,5 milhão de consumidores.  

“O objetivo é ajudar ainda mais as pessoas endividadas, que estão sofrendo com desemprego ou redução de renda, o que dificulta conseguir crédito; mais uma oportunidade de retomar suas atividades e ter de volta serviços essenciais”, diz em nota Lucas Lopes, diretor do Serasa Limpa Nome. 

Para poder negociar o débito, basta acessar o site do Serasa Limpa Nome (www.serasa.com.br) ou aplicativo no celular, verificar sua situação de crédito através do número do seu CPF e solicitar o pagamento de R$ 100 para as dívidas de até R$ 1000. Além disso, há chances de atendimento também através do Whatsapp, pelo número (11) 98870-7025. 

Liberação do auxílio emergencial  

Para quem está recebendo os valores do auxílio emergencial é preciso ficar atento as datas de pagamento e concilia-las com os prazos finais dos boletos. Fazendo isto, você evitará pagar multas de juros e atrasos em contas como água, energia ou cartões de crédito.  

A Caixa, empresa responsável pela administração do benefício, vem anunciando os calendários mensalmente. Atualmente, o pagamento está sendo realizado para os contemplados do terceiro lote no Bolsa Família, que poderão sacar o benefício.  

Outro ponto importante no caso do coronavoucher é a administração do dinheiro em sua versão digital. Para quem está recebendo pelo Caixa Tem, é necessário ter cuidado ao cadastrar o cartão de débito automático em sites ou plataformas digitais para que não haja fraudes ou roubos.  

FGTS pode te ajudar a sair da crise financeira  

Outro valor que poderá ajudar na prestação de contas é o saque emergencial do FGTS. A modalidade permitirá uma retirada de R$ 1.045 para todos os brasileiros que estão cadastrados no programa.

O pagamento começará no fim deste mês e se estenderá até dezembro. As datas de recebimento são definidas de acordo com o mês de nascimento de cada trabalhador, que terá o envio primeiro pelo Caixa Tem e depois poderá sacar.  

Há ainda a modalidade aniversário, aplicada para quem solicitou a portabilidade do programa do FGTS. Nesse caso, o valor varia de acordo com o fundo de garantia de cada trabalhador, mas deverá ficar em torno da quantia do salário mínimo. Para esse grupo, os pagamentos já estão sendo realizados e podem ser conferidos pelo app do próprio FGTS.  

Abono salarial  

No caso dos trabalhadores de carteira assinada em 2019, há mais um benefício para ajudar nas contas, o pagamento do PIS PASEP 2020. De acordo com o cronograma já liberado, os envios serão iniciados em julho e se estenderão até o ano de 2021. 

Tem direito ao auxílio todos os brasileiros cadastrados no programa há pelo menos 5 anos e que exerceram seus ofícios por pelo menos 30 dias. O valor final do depósito varia de acordo com o tempo trabalhado, mas fica entre R$ 88 (serviço por um mês) até R$ 1.045 (serviço por 12 meses).  

Abono salarial começará a ser pago em julho (Imagem: Reprodução – Google)

Organização das contas para não cair em uma crise financeira 

Para quem for receber tais benefícios, antes de utiliza-los é preciso gerar uma planilha de recebimentos e gastos e assim priorizar as contas mais importantes. Valores de aluguel, alimentação e saúde devem ser pagos inicialmente. Na sequência, é importante administrar cartões de crédito para evitar juros.  

Por fim, fique atento as MP’s atualizadas pelo governo federal, como a proibição dos cortes de água e energia sem aviso prévio e a liberação de recursos para os funcionários com contratos modificados. Desse modo você poderá reivindicar seus direitos, caso os mesmos sejam violados.  

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Sofrendo com a crise financeira? Veja formas de liquidar suas dívidas e se reerguer

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA