Urgente! Calendário da 3ª parcela do auxílio emergencial será publicado hoje

Os beneficiários do auxílio emergencial podem ficar sabendo ainda hoje (8), quando receberão a terceira parcela da ajuda governamental. O calendário de pagamentos, segundo o Ministério da Cidadania, será parecido com o da segunda parcela, determinado datas como forma de escalonar o público para evitar aglomerações em agências da Caixa.

Urgente! Calendário da 3ª parcela do auxílio emergencial será publicado hoje
Urgente! Calendário da 3ª parcela do auxílio emergencial será publicado hoje (Imagem FDR)

Sobre a prorrogação do prazo de pagamento do auxilio, o governo decidiu que serão mais duas parcelas de R$300. Os custos com estas duas parcelas extras será de R$51 bilhões de acordo com fontes próximas da equipe econômica.

Os primeiros a receber são os inscritos no Bolsa Família, seguindo novamente o último digito do NIS (Número de Identificação Social).

Na sequência, o dinheiro será creditado na conta poupança digital dos trabalhadores informais, seguindo o mês de nascimento e através do Caixa Tem e do cartão de débito virtual, será possível pagar contas e fazer compras.

Os saques e transferências novamente não serão permitidos de início, a liberação deve acontecer cerca de 10 dias após o depósito na conta digital. Ao longo desta semana, segue o calendário de saques e transferências e os seguintes beneficiários podem sacar:

  • nascidos em agosto: HOJE
  • nascidos em setembro: 9 de junho
  • nascidos em outubro: 10 de junho
  • nascidos em novembro: 12 de junho
  • nascidos em dezembro: 13 de junho

Conforme o último levantamento realizado pela Caixa, o auxilio já foi pago para 58,6 milhões de pessoas, o que equivale a um montante de R$76,6 bilhões, somando a primeira e segunda parcela. Existe ainda uma média de 11 milhões de pessoas que aguardam a finalização da análise pela Dataprev.

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, esperava receber até semana passada, o lote com o resultado das análises, para organizar o calendário de pagamentos que será guiado pelo mês de nascimento. Após a transmissão dos dados, a Caixa precisa começar os pagamentos em no máximo dois dias úteis.

Quem pode receber o auxilio emergencial do governo:

  • Trabalhadores por conta própria sem vínculo de emprego formal, que não possui carteira assinada;
  • Maiores de 18 anos e com o nome no Cadastro Único (CadÚnico), do Ministério da Cidadania. Renda mensal de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda mensal familiar de no máximo três salários (R$ 3.135). O auxílio será pago a até duas pessoas da mesma família;
  • Trabalhadores intermitentes, que são aqueles que prestam serviço por horas, dias ou meses para mais de um empregador. É necessário ser maior de idade e estar inscrito no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS) da Previdência Social, seguindo os critérios de renda citados;
  • O auxílio emergencial pode ser pago a até duas pessoas de uma mesma família, com renda de até três salários mínimos, por três meses;
  • Não é permitido receber nenhum outro tipo de benefício do governo, com exceção do Bolsa Família
  • Para mulheres responsáveis sozinhas pela renda familiar vão receber duas cotas do benefício, totalizando R$ 1.200. Para fazer jus ao auxílio financeiro emergencial, ela também precisa cumprir os critérios de renda.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.