Número de inscritos do Bolsa Família na Bahia caí 25% na crise

No estado da Bahia, o número de beneficiários do Bolsa Família caiu em 25% com relação ao ano de 2019. Essa queda reflete as reduções do benefício na região Nordeste, de -1,26%.

Número de inscritos do Bolsa Família na Bahia caí 25% na crise
Número de inscritos do Bolsa Família na Bahia caí 25% na crise (Foto:Google)

Na quinta-feira (4), o governo federal informou que realizou a transferência de R$ 83,9 milhões de recursos do programa Bolsa Família para a comunicação institucional do Palácio do Planalto, sob a alegação de baixa execução do programa.

De acordo com a portaria, assinada pelo secretário especial da Fazenda, Waldery Rodrigues, o recurso seria destinado ao Bolsa Família na Região Nordeste do país. 

São cerca de 100 mil brasileiros que vivem em situação de vulnerabilidade social no estado e perderam o auxílio do programa. 

Uma das famílias prejudicadas foi a da ajudante de cozinha Cristina Rosa. Ela, o marido e os dois filhos recebiam o Bolsa Família há cerca de quatro anos, com um valor de R$ 175. Porém, a família teve o benefício cortado em setembro do ano passado e, desde então, vive sem o auxílio do programa.

Depois da perda do Bolsa Família, Cristina ficou desempregada em março. Atualmente, a família sobrevive com doações de amigos e não sabe o que fazer para voltar a receber a assistência do programa.

Sem possuir renda para sustentar a casa, ela conta que as contas estão se acumulando: água, energia, prestação da casa.

“Eu estou devendo duas contas de luz, quatro prestações da casa, a água também tem duas faturas. Está difícil”, desabafou Cristina em entrevista concedida ao G1.

Cristina disse que foi até a prefeitura para marcar novamente uma avaliação em seu cadastro, até então havia sido marcado para o mês passado. Porém no dia que foi, a prefeitura estava fechada.

“Eles disseram que era para aguardar essa pandemia, que quando acabasse era para ir lá de novo, que está marcado. Faz falta [o dinheiro] para comprar comida, me alimentar, não é?”, disse.

O cadastro das famílias no programa é realizado por meio das prefeituras. No mês de março do ano passado, Salvador tinha 173 mil famílias ativas para o recebimento do benefício. Em março deste ano, o número caiu para 149 mil famílias.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA