Pretos no ENEM: programa promete auxiliar o ingresso de negros nas universidades

A ação “Pretos no Enem” reúne uma rede de voluntários dispostos a pagar as taxas de inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de estudantes negros. O movimento surgiu nas redes sociais e é voltado a candidatos que querem participar do exame, não conseguiram isenção da taxa e não têm condições de quitar os R$ 85,00.

Pretos no ENEM: programa promete auxiliar o ingresso de negros nas universidades
Pretos no ENEM: programa promete auxiliar o ingresso de negros nas universidades. (Imagem: Getty Images)

A ideia nasceu com a podcaster e publicitária cearense Lyara Vidal, de 24 anos, quando leu uma notícia sobre as 300 mil pessoas que não fariam o Enem 2020 porque não pagaram os boletos.

Com a prorrogação do pagamento até dia 10, ela anunciou a ideia no Twitter e, em dois dias, conseguiu 6,2 mil voluntários.

Com a ajuda de alguns amigos, Lyara começou a reunir inscrições de estudantes e ligá-los aos voluntários. O “Pretos no Enem” nasceu junto às manifestações antirracistas que ganharam força em todo o mundo nos últimos dias após o assassinato de um homem negro por um policial branco nos Estados Unidos.

Como participar?

Os voluntários interessados em realizar pagamentos podem se cadastrar por meio do Instagram do @pretosnoenem. Professores que conheçam estudantes negros em situação de vulnerabilidade social que não conseguiram isenção da taxa também podem entrar em contato. O @movimento_amplia é outra iniciativa criada com o mesmo propósito.

Quem tem direito a isenção da taxa de inscrição do Enem?

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), os critérios exigidos para não pagar a taxa de inscrição do Enem são:

  • Estar cursando a última série do ensino médio em 2020, em escola da rede pública;
  • Ter cursado todo o ensino médio em escola da rede pública ou com bolsa integral na rede privada e possuir renda igual ou menor que um salário mínimo e meio por pessoa, e
  • Estar em situação de vulnerabilidade socioeconômica por ser membro de família de baixa renda que possua Número de Identificação Social (NIS), único e válido e ter renda familiar de até meio salário mínimo por pessoa ou renda familiar mensal de até três salários mínimos.

O Inep afirma que os candidatos que não pediram isenção, mas se encaixam em um dos critérios, terão direito mesmo sem a solicitação formal. Entretanto, muitos estudantes em situação de vulnerabilidade social estão entrando em contato com o “Pretos no Enem” porque não conseguiram atender a todos os critérios.

O prazo para o pagamento da taxa de inscrição do Enem 2020 termina nesta quarta-feira (10). O boleto de R$ 85 pode ser quitado em agências bancárias físicas ou virtuais (internet banking e aplicativos), caixas eletrônicos, casas lotéricas ou agências dos Correios.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Amanda Castro
Amanda Castro é graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) e graduanda de Administração pela Secretaria de Educação e Esportes de Pernambuco (SEE). É responsável pela área de negócios, tráfego e otimização SEO do portal FDR. Além disso, atua como redatora do portal FDR e demais portais de notícias desde 2017, produzindo conteúdo sobre economia, finanças pessoais e programas sociais.