Como funcionam as bolsas de estudo do PROUNI? Conheça detalhes do programa!

O Programa Universidade Para Todos (ProUni) existe desde 2005 e oferece bolsas de estudo em instituições particulares de ensino superior. Voltado a estudantes de escolas públicas e bolsistas de colégios particulares, utiliza notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como critério de seleção. Atualmente, tem duas edições por ano.

Como funcionam as bolsas de estudo do PROUNI? Conheça detalhes do programa!
Como funcionam as bolsas de estudo do PROUNI? Conheça detalhes do programa! (Imagem: FDR)

O programa exige uma pontuação mínima no Enem para concorrer às bolsas. É preciso ter média de 450 pontos nas provas (quatro objetivas e a redação), e não ter zerado a redação.

Além disso, há critérios socioeconômicos que precisam ser comprovados para a concessão de bolsas parciais (50% da mensalidade) ou totais (100%).

Como participar do ProUni?

O programa conta com duas edições por ano e recebe as inscrições pelo site oficial. O candidato pode escolher até duas instituições de ensino, opções de curso, turno e localidade. A previsão é de que as inscrições para a edição 2020.2 sejam abertas no dia 23 de junho. A seleção do ProUni 2020.1 já foi encerrada.

  • Bolsa Integral: ofertadas a estudantes com renda familiar per capita mensal de até um salário mínimo e meio, ou seja, aproximadamente R$ 1,5 mil. Nessa modalidade, o curso é totalmente gratuito.
  • Bolsa Parcial: voltada a participantes com renda familiar per capita de até três salários mínimos por mês, ou seja, R$ 3.135. O desconto nas mensalidades é de 50%.

Quem pode concorrer as bolsas?

  • Estudantes que cursaram todo o ensino médio em escola pública;
  • Estudantes que cursaram todo o ensino médio em colégio particular na condição de bolsistas;
  • Candidatos que fizeram parte do ensino médio em escola pública e parte em colégio particular, com bolsa de estudos;
  • Candidatos com deficiência;
  • Professores do ensino básico na rede pública, desde que concorram às vagas em cursos de licenciatura. Esta modalidade não considera os critérios de renda.

Os participantes que obedecem a todos os critérios são classificados de acordo com as notas.

As convocações são feitas de acordo com a quantidade de bolsas de cada instituição de ensino. Após o período de matrículas, as bolsas que ficam ociosas voltam para o sistema e é aberto um novo período de seleção para oportunidades remanescentes.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Amanda Castro
Amanda Castro é graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) e graduanda de Administração pela Secretaria de Educação e Esportes de Pernambuco (SEE). É responsável pela área de negócios, tráfego e otimização SEO do portal FDR. Além disso, atua como redatora do portal FDR e demais portais de notícias desde 2017, produzindo conteúdo sobre economia, finanças pessoais e programas sociais.