Subsídios Minha Casa Minha Vida: entenda quais são e como funcionam

Quando se fala no programa Minha Casa, Minha Vida surgem diversas dúvidas. Uma delas é a respeito dos subsídios oferecidos pelo projeto. Por isso, vamos explicar um pouco mais sobre quais são eles e como funcionam. Acompanhe.

Subsídios Minha Casa Minha Vida: entenda quais são e como funcionam
Subsídios Minha Casa Minha Vida: entenda quais são e como funcionam (Foto: Google)

Subsídios do Minha Casa Minha Vida são auxílios oferecidos pelo programa habitacional às famílias com menor poder aquisitivo, para cobrir parte do valor do imóvel sem exigir o reembolso.

Para exemplificar melhor, é preciso entender que esse benefício é dedicado para famílias que tenham diversas faixas de renda, desde R$ 1.800 a R$ 9.000.

Além disso, é preciso que essas famílias não tenham participado de nenhum outro programa habitacional do governo. Para diversificar, cada faixa de renda possui vantagens distintas, veja:

Faixa 1: renda familiar bruta de até R$ 1.800

Essas famílias que têm esse rendimento de até R$1,8 mil, são aquelas que recebem os maiores descontos do Programa Minha Casa, Minha Vida. Em resumo, o governo paga 90% do imóvel, que deve ter valor máximo de R$ 96 mil. A porcentagem faltante, ou seja, os outros 10% podem ser financiados em até 120 prestações mensais (dez anos) e as parcelas podem variar de R$ 80 a R$ 270, sem juros.

Faixa 1,5: renda familiar bruta de até R$ 2.600

Famílias com rendimento bruto de até R$ 1.200 conseguem auxílio de até R$ 47,5 mil. Já as com receita entre R$ 1.200 e R$ 2.600 têm o incentivo reduzido progressivamente. Em ambos os casos é possível financiar o restante do valor do imóvel em até 30 anos, com juros de 5% ao ano.

Faixa 2: renda familiar bruta de até R$ 4.000

Esse é o caso de famílias cujas receitas se encaixam nesta faixa também conseguem adquirir um imóvel pelos subsídios do Minha Casa Minha Vida. Mas o custeio varia de acordo com a cidade em que a moradia está localizada e seu valor total não pode ultrapassar R$ 240 mil.

Faixa 3: renda familiar bruta de até R$ 9.000

Essa é a faixa daqueles que não conseguem subsídios do Minha Casa Minha Vida. Porém, uma das vantagens é conseguir um financiamento com juros mais baixos se comparado ao mercado e praticado por bancos e instituições financeiras.

 

 

 

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Subsídios Minha Casa Minha Vida: entenda quais são e como funcionam

continue lendo
Bolsa Família, MCMV e PROUNI criados na gestão Lula podem ser decisivos nas eleições
continue lendo
Casa Verde e Amarela: Taxas, condições para financiamento e documentos necessários
Aprovado! Preço dos imóveis do Casa Verde e Amarela podem subir
continue lendo
MDR responde sobre o risco do Casa Verde e Amarela chegar ao fim
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA