publicidade

Uma medida provisória para conceder um aumento na remuneração de policiais e bombeiros do Distrito Federal está sendo finalizada pelo governo federal antes da sanção de Jair Bolsonaro ao projeto de ajuda aos estados e municípios, que apresenta como contrapartida o congelamento dos salários dos servidores por 18 meses. Em comparação com todo o país, os policiais do DF são os mais bem pagos.

Policiais do DF recebem reajuste no valor dos salários com aprovação de Bolsonaro
Policiais do DF recebem reajuste no valor dos salários com aprovação de Bolsonaro (Foto: Google)
publicidade

Um decreto que trata da contratação de 180 policiais para a Polícia Rodoviária Federal que foram aprovados em um concurso de 2018, também esta sendo realizado por técnicos do Ministério da Justiça. As regras colocadas pelo projeto de socorro aos estados proíbe novas contratações permanentes até 2021.

Antes da sanção, o Senado ainda pode votar uma Medida para criação de cargos de confiança e reajustes nos salários da Cúpula da Polícia Federal. Mesmo com a urgência de que estados e municípios recebam mais recursos da União para a saúde devido aos problema trazidos pela pandemia, as medidas que tratam de reajuste dos salários dos policiais tem preferência.

O prazo para assinatura da lei pelo presidente Jair Bolsonaro termina hoje (26). Os governadores apoiaram na semana passada a decisão de Bolsonaro de vetar a permissão para aumento de servidores. Mas ao que tudo indica, antes da proibição de outros reajustes, o aumento para os policiais do DF vai ser autorizado.

Já foi aprovado pelo Congresso e sancionado por Bolsonaro o projeto que autoriza, na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), a recomposição salarial para policiais e bombeiros do DF, em que as folhas são asseguradas pelo Fundo Constitucional do Distrito Federal (FCDF). O aumento representa de R$ 505 milhões.

O pedido de reajuste partiu de Ibaneis Rocha (MDB) governador do Distrito Federal para o presidente, e vem sendo negociado desde o começo do ano com o governo.

As remunerações de policiais militares e bombeiros no momento variam de R$ 1.498,95 a R$ 7.279,17. Com aplicação do aumento, passam a ser de R$ 1.873,69 a R$ 9.098,96.

Falando do salário de agente da Polícia Civil, que hoje é de R$ 8.698,78 a R$ 13.751,51, ficaria em R$ 9.394,68 a R$ 14.851,63. E a remuneração dos delegados, hoje de R$ 16.830,85 a R$ 22.805,00, passa a ser de R$ 18.177,32 a R$ 24.629,40.

COMENTÁRIOS

Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.