Veja Também | FDR.TV


 

O saque do PIS/PASEP foi antecipado por conta da pandemia causada pelo coronavírus. A nova data limite para o saque seguirá até o dia 29 de maio. O valor será liberado para aqueles que trabalharam com carteira assinada, por no mínimo trinta dias em 2018.

Saque PIS/PASEP: Como receber abono na pandemia?
Saque PIS/PASEP: Como receber abono na pandemia? (Imagem: Montagem/ FDR)
publicidade

O calendário teve início em julho do ano passado e o prazo final de saque seria até 30 de junho. No entanto, como o governo precisa aquecer a economia que sofre com os reflexos da pandemia do coronavírus, decidiu antecipar o saque. Em junho há promessa de liberação do FGTS

O governo anunciou no início do mês passado que irá transferir o saldo não sacado das contas retroativas do PIS/Pasep para o FGTS, a fim de peritir novos saques. 

Essa medida também faz parte do pacote de ajuda para minimizar os impactos da crise por conta do coronavírus. 

O abono salarial é depositado para os trabalhadores de baixa renda e é considerado um 14º salário.

Podem receber o benefício aqueles que foram remunerados com até dois salários mínimos mensais, trabalharam de carteira assinada e exerceu atividade por, pelo menos, 30 dias em 2018.

É necessário ainda estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ter os dados atualizados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

O valor pago pode chegar a um salário mínimo, ou seja, R$1.045. Sendo proporcional ao número de meses trabalhados no ano anterior ao início do calendário. Por exemplo, quem atuou por dois meses recebe 2/12 do salário mínimo. 

O PIS, pago para os trabalhadores da iniciativa privada é repassado por meio da Caixa Econômica Federal. Quem possuí conta no banco recebe automaticamente

Já o PASEP, dedicado aos servidores públicos, será repassado por meio do Banco do Brasil. Também sendo creditado na conta dos clientes.

Saque do PIS/PASEP na pandemia

Durante a pandemia, a principal recomendação é não sair de casa. No entanto, muitos trabalhadores necessitam deste dinheiro para lidar com a crise.

Por isso, há algumas dicas para o recebimento:

  • Separe seus documentos para conseguir receber: Cartão Cidadão permite o saque nos terminais de autoatendimento da Caixa ou em uma casa lotérica. Se não tiver o Cartão do Cidadão, ou for receber no BB, apresente documento de identificação; 
  • Prefira os saques nos caixas eletrônicos, evitando filas maiores;
  • Casas lotéricas liberam o saque do PIS e agências do Correios liberam o PASEP;
  • Use APP do banco: Caixa Trabalhador ou BB PASEP. E pague seus boletos, faça transferências ou use seu cartão na função débito. Evitando as aglomerações.

Informações sobre o PIS também podem ser obtidas pelo telefone 0800-726-02-07 da Caixa. O trabalhador pode fazer uma consulta ainda no site www.caixa.gov.br/PIS, em Consultar Pagamento. Para isso, é preciso ter o número do NIS (PIS/Pasep) em mãos.  

Para consultar informações sobre o PASEP, acesse a página www.bb.com.br/pasep. Informe seus dados e confira todas as informações.

COMENTÁRIOS

Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.