Casa própria com parcelas de até R$ 660? Famílias que recebem até R$ 2.640 estão autorizadas

As famílias que desejam realizar o sonho da casa própria terão a grande oportunidade neste ano. É que foi aprovado um tipo de crédito pensado especialmente em quem tem renda de até R$ 2,6 mil por mês. Essas pessoas terão acesso a parcelas do financiamento com pequeno valor. 

casa própria
Casa própria com parcelas de até R$ 660? Famílias que recebem até R$ 2.640 estão autorizadas
(Foto: Jeane de Oliveira/FDR)

A verdade é que para muitos brasileiros o sonho da casa própria parece muito distante. Sem conseguir guardar dinheiro para dar entrada no imóvel, eles ainda têm que lidar com altas parcelas do financiamento. Além do principal que é a aprovação do financiamento. 

Diante de tudo isso, o poder público lança programas e incentivos para que a compra de um imóvel seja facilitada. A novidade do momento foi chamado de FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) do Futuro, e por isso é voltado aos trabalhadores com carteira assinada. 

Ao ser contratado pelo regime CLT (Consolidação de Leis Trabalhistas) o cidadão tem uma conta no FGTS aberta automaticamente em seu nome. Todos os meses o seu patrão deposita valor igual a 8% do seu salário nesta conta, e como o próprio nome já diz, servirá de garantia. 

Hoje, os trabalhadores já podem usar tudo o que foi acumulado no FGTS para dar entrada em um imóvel, diminuir as parcelas de financiamento ou pagar as parcelas atrasadas. Agora, na compra da casa própria o FGTS será usado como renda extra no orçamento do cidadão.

Como funciona a compra da casa própria usando o FGTS do Futuro?

Nesta nova modalidade de financiamento imobiliário, o cidadão vai pagar pequenas parcelas na compra da casa própria. O motivo é que a quantia total que precisa ser paga terá o desconto do depósito do FGTS.

Funciona assim, quando o empregador depositar o valor do FGTS a Caixa vai transferir a quantia para o banco onde o financiamento foi contratado. No momento de calcular o limite de parcela que aquele cidadão tem direito, o banco vai considerar o valor do fundo de garantia. 

Exemplo:

  • João ganha R$ 2.000 por mês em uma empresa X, e tem depósito de R$ 160 por mês na sua conta do FGTS;
  • No momento de calcular a renda do trabalhador o banco vai considerar R$ 2.160, ou seja, a soma do seu salário e do depósito no fundo de garantia; 
  • Ao contratar o financiamento pelo FGTS do Futuro, a Caixa vai transferir o valor do depósito feito pelo empregador para quitar parte da parcela do financiamento. 

Quem tem direito de usar o FGTS do Futuro?

O FGTS do Futuro, pelo menos por enquanto, vai beneficiar um único grupo. São as pessoas que se enquadram na faixa 1 do Minha Casa, Minha Vida

  • Quem tem renda de até R$ 2.640 por mês;
  • Não possuí outros imóveis em seu nome;
  • E neste caso possuem um emprego com carteira assinada. 

Neste caso, será preciso procurar a Caixa Econômica e solicitar a aprovação do financiamento tanto para imóveis novos como para os usados. O valor da propriedade para as famílias desta faixa não pode ser superior a R$ 264 mil. 

Algumas pessoas têm direito a moradia gratuita pelo programa, eu explico sobre isso nesta matéria.

Qual valor da parcela de financiamento da casa própria?

A parcela de financiamento da casa própria será calculada sobre o valor de salário do trabalhador. Pelo Minha Casa, Minha Vida a quantia paga não pode ser maior que 30% da renda dos compradores. 

Hoje, quem ganha R$ 2.640 poderia comprometer até 25% do seu rendimento, ou seja, R$ 660 por mês. Agora, eles podem contar com os depósitos do FGTS que entram neste cálculo. Então ficaria:

  • R$ 660 da sua renda mensal + R$ 211,20 do depósito do fundo de garantia = R$ 871,20. 

Com essa modalidade o trabalhador ganha menos tempo de pagamento, ou pode conseguir um imóvel de valor maior. 

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Lila CunhaLila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: lilacunha.fdr@gmail.com