Celular Seguro vira mecanismo de defesa após roubo de celulares no carnaval

O carnaval continua sendo, para além da folia, um ponto propício para furto e roubo de objetos pessoais. Quem viu seu celular sendo roubado precisa dar início aos procedimentos de segurança o quanto antes, a fim de evitar mais dor de cabeça. Para isso, pode contar com os serviços do Celular Seguro.

Celular Seguro vira mecanismo de defesa após roubo de celulares no carnaval
Celular Seguro vira mecanismo de defesa após roubo de celulares no carnaval (Imagem FDR)

O sistema Celular Seguro foi criado pelo governo federal com intermediação do Ministério da Justiça. Seu objetivo é tornar mais rápido o bloqueio de alguns serviços após o roubo ou furto do aparelho.

Neste carnaval, enquanto o estado de São Paulo registrou queda de furto de celulares comparado aos anos anteriores, o Distrito Federal teve como líder do ranking de ocorrências justamente o furto desse objeto.

Para que serve o Celular Seguro?

São dois principais objetivos do sistema Celular Seguro, o de prevenção e depois de proteção. Quando o aparelho celular é roubado o bandido não leva apenas um objeto pessoal, mas tem em mãos várias informações sobre a vida do cidadão que foi roubado.

O que incluí: dados bancários, fotos íntimas, troca de mensagens, contato de amigos e familiares, e senhas. Diante disso, é muito importante bloquear o máximo de acessos possível para que os bandidos não consigam aplicar mais golpes.

  • Registrar telefone: deixar salvo informações importantes sobre o seu aparelho: número, operadora, IMEI, número de série;
  • Contas de confiança: pessoas que poderão acessar o sistema em seu nome para registrar que o aparelho foi roubado ou perdido;
  • Registro de ocorrência: aviso de que o seu aparelho, ou do seu contato de confiança, foi roubado.

Como funciona o Celular Seguro depois do roubo?

Quem teve o seu celular roubado (com violência) ou furtado (quando não há violência), pode usar do sistema Celular Seguro para se proteger. Mas afinal de contas, como ele vai agir?.

  • A operadora será automaticamente avisada e a linha telefônica será bloqueada;
  • Os bancos serão notificados sobre o furto do aparelho;
  • Os sistemas de segurança começam a agir para que o aparelho fique inativo.

Na prática, de uma única vez você consegue avisar diferentes órgãos e instituições de que o seu aparelho não está mais sobre sua responsabilidade.

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Lila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: [email protected]