ALERTA! Notificação do INSS revela a exclusão de milhares de aposentadorias

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) está notificando via aplicativo pelo menos 4,3 milhões de pessoas. São aposentados e pensionistas que não foram localizados nas bases de dados do governo federal, e que agora correm risco de bloqueio dos seus salários. A notificação também chega pelo App do banco.

ALERTA! Notificação do INSS revela a exclusão de milhares de aposentadorias
ALERTA! Notificação do INSS revela a exclusão de milhares de aposentadorias (Imagem: FDR)

Segundo o INSS, 4.351.557 pessoas nascidas em janeiro, fevereiro e março em todo país serão chamadas a comprovar que estão vivas. Tudo porque, ao procurar por elas nas bases de dados públicos o Instituto não encontrou nenhuma informação atual. Logo, elas estão com a prova de vida atrasada.

Como evitar que o salário do INSS seja bloqueado?

Para evitar que seu salário do INSS seja bloqueado o cidadão precisa passar pela prova de vida. Desde janeiro do ano passado a comprovação passou a ser uma responsabilidade da Previdência Social. Para isso, o sistema público começou a cruzar dados de plataformas para encontrar o cidadão.

Quando ao fazer o cruzamento não foram encontradas informações sobre aquele aposentado ou pensionista, ele será chamado a demonstrar que está vivo e manter o seu salário. O procedimento pode ser feito em:

  • App do Meu INSS – desde que tenha biometria cadastrada no TSE ou Denatran;
  • App do banco que recebe o salário – com biometria cadastrada;
  • Presencialmente em uma agência da Previdência ou agência bancária.

Passados 60 dias após as notificações via aplicativo, Central 135, e/ou notificação bancária, não havendo a comprovação de vida, o pagamento poderá ser bloqueado.

O que vale como prova de vida?

Para não correr o risco de sair da mira da prova de vida nos próximos anos, os aposentados devem estar cientes sobre quais serviços e tarefas são consideradas como comprovação de que está vivo.

  • Acessar o aplicativo Meu INSS ou apps que tenham certificação e controle de acesso pelo Gov.br;
  • Atendimento em Agência da Previdência Social;
  • Receber pagamento de benefício com biometria;
  • Fazer empréstimo consignado com biometria;
  • Fazer atualizações no Cadastro Único (CadÚnico);
  • Os segurados ainda podem realizar a prova de vida presencialmente, em agências bancárias e unidades da Previdência.

Lila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: [email protected]