Prova de vida do INSS volta a ser OBRIGATÓRIA com funcionamento alterado; saiba como atualizar seu cadastro

Os aposentados e pensionistas que até então se viram isentos da prova de vida do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), voltaram a se preocupar. Tudo porque, a Previdência Social confirmou que 4,3 milhões de pessoas serão convocadas para a comprovação de vida sob risco de bloqueio do salário.

Prova de vida do INSS volta a ser OBRIGATÓRIA e tem seu funcionamento alterado; saiba como atualizar seu cadastro
Prova de vida do INSS volta a ser OBRIGATÓRIA com funcionamento alterado; saiba como atualizar seu cadastro (Imagem: FDR)

Como o próprio nome indica, a função da prova de vida do INSS é comprovar que o titular da aposentadoria, pensão ou auxílio continua vivo. Devido a inúmeras reclamações sobre o procedimento, a Previdência Social adotou um sistema mais moderno e tecnológico. Mas que ainda assim não gerou tantos efeitos.

Como funciona a prova de vida do INSS?

Desde janeiro de 2023 o funcionamento da prova de vida do INSS foi modificado. Ao invés de solicitar que os aposentados e pensionistas fossem até uma agência da Previdência, ou do banco em que seu salário é pago para comprovação de vida, passou a ser responsabilidade do INSS comprovar que eles estão vivos. 

Para isso, os sistemas fazem cruzamento de dados com outras plataformas do governo a fim de encontrar o segurado. Tem servido como prova de vida situações como:

  • registros de vacinação;
  • consultas no Sistema Único de Saúde (SUS);
  • comprovantes de votação nas eleições;
  • emissão de passaportes;
  • carteiras de identidade ou de motorista;
  • acesso ao aplicativo Meu INSS com selo ouro;
  • contratação de empréstimo consignado;
  • atualização no Cadastro Único;
  • envio de declaração do Imposto de Renda.

Quem é obrigado a fazer a prova de vida do INSS?

Todos os segurados que recebem benefício vitalício ficam sujeitos a prova de vida do INSS. No entanto, caso o Instituto não consiga fazer a comprovação por meio do cruzamento de dados passa a ser responsabilidade do cidadão demonstrar que está vivo. 

Pelo menos 4,3 milhões de pessoas foram convocados a fazer a prova de vida usando o aplicativo do Meu INSS ou o aplicativo do seu banco, são elas:

  • Aniversariantes de janeiro, fevereiro e março que não foram encontrados pelo cruzamento de dados do governo;
  • Quem está há mais de um ano sem realizar a prova de vida.

Esse público tem sido avisado pelo aplicativo do Meu INSS, e pelo o seu banco. Eles têm 60 dias a partir do envio da notificação para fazer a comprovação online, caso contrário seu benefício será bloqueado.

Como fazer a prova de vida no Meu INSS?

  • Entre no Meu INSS;
  • Informe seu CPF e senha;
  • Clique em “Do que você precisa?” e escreva “Prova de vida”;
  • Caso tenha biometria coletada no TSE ou Denatran, será possível fazer a prova de vida digital em conjunto com o aplicativo Gov.br.;
  • Caso não tenha biometria, não será possível realizar a prova de vida pelo Meu INSS sendo obrigatória a presença em uma agência da Previdência, ou agência bancária.

Lila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: [email protected]