INSS em atraso gera tensão e preocupação entre os trabalhadores

Um dos grandes problemas que os trabalhadores têm enfrentado no INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) são os atrasos. Em 2023 o número de processos na fila de espera aumentou meio milhão. No mês de janeiro, quem deu entrada em benefício por incapacidade ainda enfrentou a greve dos peritos.

INSS em atraso gera tensão e preocupação entre os aposentados e pensionistas
INSS em atraso gera tensão e preocupação entre os trabalhadores (Imagem: FDR)

Todo trabalhador que solicita no INSS benefício por incapacidade precisa passar por perícia médica. No entanto, o número de peritos habilitados comparado com o total de processos a serem analisados, ainda é muito baixo. Com os atrasos que já são rotineiros, ainda foi preciso enfrentar a greve destes médicos.

Greve dos peritos atrasa liberação no INSS

O trabalhador já demora para conseguir agendar a perícia médica no INSS. E quando finalmente chega o dia de passar pelo exame descobre que a agência está fechado devido a greve. Foi o caso de Robson Ferreira, um barbeiro de 52 anos morador de Campo Grande, Mato Grosso do Sul.

Ao g1, Robson contou que o agendamento da perícia para 31 de janeiro de 2024 foi feito em outubro de 2023. Quase três meses depois de ter conseguido sua vaga, ao chegar na agência ele foi informado de que não seria atendido por conta da greve. Também não conseguiu remarcar o seu atendimento.

Os peritos estão reivindicando reajuste salarial de 23%, a contratação de 1.500 novos profissionais da área para diminuir a demanda, e a elaboração de um plano de carreira para a classe.

O que fazer se o INSS atrasar a perícia médica?

Quando o trabalhador se deparar com o atraso do INSS para realizar a perícia médica, ele pode tomar algumas providências. Também é importante saber que em casos de desmarcar o exame por culpa do Instituto, o reagendamento é responsabilidade da Previdência que deve entrar em contato com o cidadão.

  • Entrar com um processo na Justiça solicitando que o benefício seja concedido de forma mais rápida, com a justificativa de que possuí algum tipo de incapacidade que o impeça de trabalhar;
  • Usar o sistema Atestmed, em que a perícia presencial é substituída por um atestado médico emitido por outro profissional. Basta levar o documento em uma agência da Previdência Social, sem marcar horário.

Lila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: [email protected]