Isenção do Imposto de Renda será reajustado após Lula emitir comunicado; veja o que muda

Nesta terça-feira (23), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou que o governo realizará um ajuste na tabela do Imposto de Renda deste ano, buscando isentar da cobrança os contribuintes com salários de até dois salários mínimos, o equivalente a R$ 2.824 mensais.

Bolsa Poupança! Conheça o NOVO projeto do governo destinado aos estudantes
Isenção do Imposto de Renda será reajustado após Lula emitir comunicado; veja o que muda

Lula reforçou seu compromisso de, até o final de seu mandato, isentar do Imposto de Renda todos aqueles que recebem até R$ 5.000. Ele destacou que esta promessa não é apenas política, mas também uma questão de sinceridade.

De acordo com o presidente, existe uma disparidade entre quem vive de dividendos, sem pagar impostos, e quem depende de salários, sujeito à tributação.

Mudanças no Imposto de Renda

  • O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, reconheceu a necessidade de realizar ajustes, embora destacando a complexidade da tarefa.
  • Lula complementou, afirmando que abrir mão de receitas implica em encontrar outras fontes de recursos para equilibrar as contas públicas.
  • Os estudos em andamento indicam a possibilidade de seguir o modelo adotado em 2023. Naquele ano, a faixa de isenção foi corrigida, beneficiando todos os contribuintes, enquanto uma dedução simplificada foi introduzida.
  • Esta abordagem reduziu o custo fiscal, passando de uma estimativa de R$ 10 bilhões para R$ 3,2 bilhões.
  • Há uma preocupação sobre o possível “achatamento” da tabela, caso apenas a faixa de isenção seja revista, encurtando a distância entre a isenção e a alíquota superior.

O que vai mudar no IRPF 2024

O governo, além de definir o modelo de atualização da tabela, precisa encontrar medidas de compensação para lidar com a perda de receitas. Haddad já adiantou que uma nova revisão na faixa de isenção do IR está prevista para 2024, considerando o aumento do salário mínimo.

Em meio a essas discussões, a Unafisco estima um impacto de R$ 344,8 milhões com a medida, destacando a complexidade e a necessidade de equilíbrio nas decisões sobre a tributação dos contribuintes.

Ariel França
Sou produtor multimídia com mais de 10 anos de experiência. Formado em Jornalismo e pós-graduado em Direito Administrativo e Gestão Pública. Concentro-me em simplificar temas complexos, como finanças, gestão pública e administração, para torná-los acessíveis a todos os públicos. Acredito na importância de uma comunicação responsável e de alta qualidade em todas as mídias, mantendo-me atualizado constantemente para atender às demandas do mercado de forma competente.