Primeiro saque do PIS/PASEP se aproxima exigindo atualização no Caixa Tem

O saque do PIS/PASEP fez com que os trabalhadores formais do país ficassem bastante atentos às condições exigidas. Isto porque o Caixa Tem precisa que estes beneficiários realizem uma atualização no cadastro para que recebam o auxílio de forma correta. Veja mais detalhes abaixo.

Renda extra neste fim de ano: saiba todos os benefícios que serão concedidos pelo Governo (Imagem: FDR)
Primeiro saque do PIS/PASEP se aproxima exigindo atualização no Caixa Tem (Imagem: FDR)

O PIS/PASEP é amplemente conhecido entre os trabalhadores que exercem a profissão sob regime CLT. Desta forma, o pagamento, que teve o seu calendário oficial divulgado, está exigindo que uma parcela destes cidadãos atualizem os seus dados. Isto porque o Caixa Tem é uma das plataformas para receber.

No caso dos servidores públicos, o pagamento do programa é realizado através do Banco do Brasil. Porém, já no caso dos trabalhadores que exercem a profissão no âmbito privado, estes recebem através da Caixa Econômica Federal. Então, entenda como evitar que o seu pagamento fique atrasado.

O que precisa ser ajustado para receber o PIS/PASEP?

Um dos principais requisitos para receber o benefício é estar em dia com a justiça. Portanto, caso o cidadão possua sentenças em aberto ou processos trabalhistas em andamento, é possível que o seu pagamento não seja realizado.

Além disto, também é preciso trabalhar ao menos um mês do ano levantado. Sem falar, claro, que é fundamental que o cidadão exerça a sua profissão sob regime CLT há pelo menos cinco anos. Confira o calendário oficial de depósitos para 2024:

Flávio Costa
Estudante de jornalismo, já atuou na área de assessoria política ao compor o time de comunicação da atual governadora do estado, durante sua campanha eleitoral. Anteriormente, cursou 2 anos no curso de relações internacionais, podendo ampliar sua visão no aspecto macro e micro do cenário nacional e internacional. Fluente em inglês, já atuou como professor de idiomas e também de matemática. Por fim, trabalhou ainda como analista de operações pelo grupo Amazon. Atualmente, dedica-se a universidade e ao portal FDR. Suas redes sociais são @flavioarcosta e flavioarcosta@gmail.com.
Sair da versão mobile