Pagamento do Bolsa Família tem aumento em 2024? Entenda polêmica

Confirmado em 2024, o programa Bolsa Família realiza mensalmente o pagamento mínimo de R$ 600 para famílias brasileiras que vivem em situação de vulnerabilidade social. Neste ano, não há previsão de aumento no valor do benefício.

Pagamento do Bolsa Família tem aumento em 2024? Entenda polêmica
Pagamento do Bolsa Família tem aumento em 2024? Entenda polêmica. (Imagem: FDR)

Como o orçamento para o pagamento de programas sociais é aprovado anualmente pelo Governo Federal, é possível saber se algum reajuste será praticado. Para 2024, o valor mínimo de R$ 600 será mantido.

No entanto, vale lembrar que esse valor pode ser aumentado por meio do pagamento de benefícios extras. Para ter direito, é preciso que o cidadão consulte os critérios para a liberação dos recursos.

Confira os benefícios extras que são pagos pelo Bolsa Família:

  • Benefício Variável Familiar Nutriz: Aumenta em R$ 50 o pagamento por cada membro da família com até seis meses de idade;
  • Benefício de Renda de Cidadania: Paga um adicional de R$ 142 por pessoa da família;
  • Benefício Complementar: Garante que o valor mínimo do Bolsa Família seja de R$ 600;
  • Benefício Primeira Infância: Adiciona R$ 150 por criança de até sete anos que faça parte da família;
  • Vale-Gás: Libera de forma bimestral 50% do valor médio nacional de um botijão de gás de 13 kgs.

Caso tenha direito a algum dos pagamentos, é essencial que o cidadão realize a atualização do CadÚnico. O processo deve ser realizado presencialmente em uma unidade do CRAS.

É por meio do cadastro que o Governo Federal identifica e seleciona as famílias que receberão os recursos extras. Já o pagamento dos benefícios complementares acontece por meio das contas da poupança social do aplicativo Caixa Tem.

O dinheiro é liberado de acordo com o calendário regular do programa do Bolsa Família, que segue a ordem do Número de Identificação Social (NIS).

Confira mais informações sobre o pagamento do Bolsa Família em 2024 neste link.

Danielle Santana
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco, já atuou como repórter no Jornal do Commercio, Diario de Pernambuco e Folha de Pernambuco. Nos locais, acumulou experiência nas editorias de economia, cotidiano e redes sociais. Possuí experiência ainda como assessora de imprensa.