Lote de R$ 7,5 bilhões em DINHEIRO ESQUECIDO está disponível para saque imediato

O Banco Central (BC) confirmou que ainda existem R$ 7,5 bilhões em dinheiro esquecido no Sistema Valores a Receber (SVR). Desde o último ano os brasileiros passaram a resgatar quantias que ainda não haviam sido sacadas de suas contas já desativadas. A transferência dos valores ocorre imediatamente via PIX.

Lote de R$ 7,5 bilhões em DINHEIRO ESQUECIDO está disponível para saque imediato
Lote de R$ 7,5 bilhões em DINHEIRO ESQUECIDO está disponível para saque imediato (Imagem: FDR)

O saldo de R$ 7,5 bilhões referente ao dinheiro esquecido foi contabilizado ainda em novembro de 2023, desde então não houveram atualizações sobre novos valores. A quantia trata-se tanto de saldo que não foi resgatado por pessoa física, como por pessoa jurídica e até por brasileiros falecidos. 

Valor disponível em dinheiro esquecido

O Banco Central divulgou uma lista com as faixas de valores do dinheiro esquecido. No SVR há uma divisão entre as quantias que podem ser recebidas. Do total de R$ 7,5 bilhões, poderão ser resgatadas quantias na faixa de:

  • Entre R$ 0 e R$ 10 – 63,18% (30,9 milhões de beneficiários);
  • Entre R$ 10,01 e R$ 100 – 25,21% (12,3 milhões);
  • Entre R$ 100,01 e R$ 1.000 – 9,29% (4,7 milhões)
  • Acima de R$ 1.000,01 – 1,71% (838 mil).

O Banco Central também contabilizou de onde veem esses valores que foram esquecidos principalmente em bancos.

  • Bancos – R$ 4,37 bilhões;
  • Administradoras de consórcio — R$ 2,1 bilhões;
  • Instituições de pagamento – R$ 728,6 milhões;
  • Financeiras – R$ 159,2 milhões;
  • Cooperativas – R$ 116,4 milhões;
  • Corretoras e distribuidoras – R$ 9,3 milhões;
  • Outros: R$ 5,3 milhões.

Como resgatar o dinheiro esquecido?

A consulta para verificar se tem dinheiro esquecido em seu nome, e fazer o saque deste valor acontece totalmente online. Para os herdeiros dos falecidos é preciso fazer a consulta com os dados do titular, mas o acesso ao Gov.br deve acontecer por meio da conta do dependente ou herdeiro.

  • Acesse o site do SVR no Banco Central;
  • Clique em “Consulte valores a receber”;
  • Informe número do CPF e data de nascimento;
  • Havendo saldo disponível faça o login pelo gov.br;
  • Clique em “Meus valores” e tenha acesso a quantia esquecida;
  • Resgate o valor;
  • O dinheiro será transferência via PIX com a chave de número do CPF.

Apenas no caso daqueles que resgatarão quantia de pessoas falecidas é que o processo é mais longo, com necessidade de enviar documentos que comprovem o vínculo diretamente para o banco ou empresa onde o saldo foi esquecido.

Lila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: [email protected]