CNH Social tem inscrições garantidas para 2024; veja como participar

Em 2024 serão abertas novas inscrições no programa CNH Social. A iniciativa que é estadual, por isso não atinge todo o país, tem como objetivo oferecer a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) gratuitamente. Os estados acreditam que dessa forma qualificarão os cidadãos na busca por emprego. 

CNH Social tem inscrições garantidas para 2024; veja como participar
CNH Social tem inscrições garantidas para 2024; veja como participar (Imagem: FDR)

As inscrições na CNH Social são abertas pelo Detran (Departamento Estadual de Trânsito) de cada estado. Anualmente o governo do estado divulga quantas vagas serão disponibilizadas, e qual o calendário de inscrições, por isso é importante ficar atento as publicações feitas no seu estado.

Estados que oferecem a CNH Social

Por não se tratar se uma ação federal, os recursos que bancam a habilitação gratuita veem dos cofres estaduais. Por isso, cada governo decide se vale a pena oferecer o programa no seu estado. Além da primeira habilitação, a CNH Social também permite adicionar novas categorias.

A partir disso, o poder público entende que o morador pode procurar um emprego como motorista, motoboy, caminhoneiro, e outros ligados a essa área. Ou seja, o objetivo é movimentar o mercado de trabalho.

Em 2024, poderão participar do programa os moradores dos seguintes estados:

  • Acre;
  • Alagoas (oferecido pela prefeitura de Maceió);
  • Amapá;
  • Amazonas (oferecido pela prefeitura de Manaus);
  • Bahia;
  • Ceará;
  • Distrito Federal (Habilitação Social ou CNH Social DF);
  • Espírito Santo;
  • Goiás;
  • Maranhão;
  • Mato Grosso do Sul;
  • Pará (CNH Pai D’égua);
  • Paraíba;
  • Pernambuco;
  • Rio Grande do Norte;
  • Rondônia;
  • Roraima (CNH Cidadã);
  • Sergipe.

Quem pode se inscrever na CNH Social em 2024?

As inscrições na CNH Social de 2024 são totalmente online, no site do Detran do seu estado. No momento de preencher a ficha é preciso escolher se disputará a vaga para primeira habilitação ou adição de categoria. Os contemplados passarão por todas as fases de emissão do documento de forma totalmente gratuita. 

Para se inscrever é preciso:

  • Ser maior de 18 anos;
  • Renda familiar de até dois salários-mínimos;
  • Saber ler e escrever;
  • Desempregado por pelo menos um ano;
  • Válido para quem faz utilização de benefícios sociais como Bolsa Família ou Chapéu de Palha (Pernambuco);
  • Válido para aluno da rede pública com bom desempenho acadêmico;
  • Válido para ex-presidiário;
  • Inscrito no Cadastro Único (CadÚnico).

Lila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: [email protected]