Inscrição no Cadastro Único tem nova documentação obrigatória exigida pelo Governo

Quem pretende fazer sua inscrição no Cadastro Único nos próximos dias deve estar munido da documentação obrigatória. Isso porque, caso fique faltando algum documento o seu cadastro não estará completo, prejudicando o acesso aos benefícios sociais. O governo federal tem uma lista de exigências.

Inscrição no Cadastro Único tem nova documentação obrigatória exigida pelo Governo
Inscrição no Cadastro Único tem nova documentação obrigatória exigida pelo Governo (Imagem: FDR)

A inscrição no Cadastro Único acontece de forma presencial, em uma unidade do CRAS (Centro de Referência de Assistência Social). Será por meio da documentação apresentada e das informações concedidas que o sistema vai selecionar aquele grupo familiar em benefícios sociais e de transferência de renda.

Quais documentos necessários para inscrição no Cadastro Único?

Existem dois tipos de documentos obrigatórios na inscrição no Cadastro Único. O primeiro e mais importante é sobre o representante da família, uma pessoa que deve ter mais de 16 anos e ser de preferência uma mulher. Qualquer benefício aprovado a partir da inscrição virá em nome desta pessoa.

Documentos representante familiar

  • Documento com foto, ex.: RG, CNH, carteira de trabalho;
  • CPF – em situação regular, sem qualquer tipo de alteração na Receita Federal;
  • Comprovante de residência em seu nome, ou declaração de moradia.

Documentos dos dependentes

  • Certidão de nascimento; ou
  • RG; ou
  • CPF.

Qualquer informação que ficar “pendente” no cadastro pode atrapalhar a aprovação em programas sociais.

Como fazer a inscrição no Cadastro Único?

Reunindo todos os documentos necessários, o próximo passo a fazer a inscrição no Cadastro Único que ocorre exclusivamente de forma presencial. Para isso é preciso:

  • Comparecer até uma unidade o CRAS (verificar necessidade de agendamento);
  • Solicitar a inscrição no CadÚnico;
  • Apresentar os documentos mencionados;
  • Responder a um questionário socioeconômico: nome completo, endereço, documento, quem vive na mesma casa, qual a renda mensal, de onde vem a renda, como é a casa, qual a escolaridade do grupo familiar, e outros;
  • Aguardar a aprovação em benefícios sociais, dependendo do perfil da família.

Lila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: [email protected]