INSS fica sem perícia médica a partir de janeiro? Entenda o caso

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) tem trabalhado para facilitar a vida dos beneficiários. Uma novidade é em relação à perícia médica. Muitos brasileiros a temem, já que uma vez reprovado, dificulta a entrada em um emprego, por exemplo. Veja mudanças para 2024.

INSS fica sem perícia médica a partir de janeiro? Entenda o caso
INSS fica sem perícia médica a partir de janeiro? Entenda o caso. Imagem: FDR

O auxílio-doença é uma ajuda crucial para qualquer segurado da Previdência Social que esteja incapaz de trabalhar, seja por motivos físicos ou mentais. No entanto, é necessário possuir uma licença médica com mais de 15 dias, pois os primeiros 15 dias de afastamento são pagos pelo empregador.

No primeiro semestre deste ano, o Meu INSS passou por uma atualização ganhando novas ferramentas com o propósito de facilitar a vida dos segurados. A plataforma reúne uma série de informações sobre os benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social.

Na perícia, o profissional de saúde do INSS verificará se a sua incapacidade é justificativa para afastamento do trabalho e por quanto tempo você precisa receber o benefício. Por isso, é preciso atenção.

Sendo assim, é crucial apresentar documentos e comprovantes médicos que sustentem o diagnóstico e explicar de forma clara como essa condição afeta seu desempenho no emprego.

Auxílio-doença do INSS sem perícia médica

  • A grande demora na concessão do benefício é a marcação da perícia, mais de 600 mil pessoas aguardavam o agendamento em outubro;
  • A solução foi a criação da perícia documental, o Atestmed;
  • Com ele, os segurados fazem o envio da documentação médica, ela é analisada pelo perito e o benefício é concedido;
  • De acordo com o INSS, caso a documentação esteja toda correta, o benefício pode ser aprovado no mesmo dia;
  • Com o Atestmed, todo o processo de solicitação, perícia e aprovação é feito virtualmente;
  • Em alguns casos o segurado pode ser convocado para uma perícia médica presencial. Nessas situações ele será comunicado pelo INSS.

Vittoria Fialho
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco, já esteve como repórter no Diario de Pernambuco e no Portal NE45 Minutos. Nos veículos, fez parte das editorias de redes sociais e esportes. Também acumula experiência na assessoria de imprensa do Clube Náutico Capibaribe. Suas redes sociais são: @vtfialho e [email protected].