Atestmed: conheça o novo sistema do INSS para fugir das filas de aprovação beneficiária

Pontos-chave
  • O INSS está simplificando o processo de cadastro do Atestmed;
  • Esse serviço será mediante agendamento e explorando a possibilidade de disponibilizá-lo em agências ou polos específicos;
  • O INSS manterá o monitoramento contínuo do acesso simplificado.

O Ministério da Previdência Social e o INSS simplificaram o processo de requerimento do Atestmed, que trata da Análise Documental do Benefício por Incapacidade Temporária. Agora, os servidores do instituto poderão fazer o cadastro diretamente nas agências previdenciárias.

Atestmed: conheça o novo sistema do INSS para fugir das filas de aprovação beneficiária
Atestmed: conheça o novo sistema do INSS para fugir das filas de aprovação beneficiária. (Imagem: FDR)

A chegada do Atestmed visa facilitar o acesso, eliminando a necessidade de uma conta Gov.br com complexos níveis de segurança, utilizando dados básicos validados pela Receita Federal, como o CPF, para uma autenticação mais simplificada.

O INSS está simplificando o processo de cadastro do Atestmed, eliminando a necessidade de níveis de segurança, como bronze, prata ou ouro. Agora, os servidores do INSS poderão efetuar o cadastro nos postos de atendimento, tornando o processo mais acessível.

Esse acesso simplificado ocorreu diretamente na página inicial do Meu INSS, sem a exigência de senha, o que permitirá que o servidor cadastre o Atestmed. Esse serviço será mediante agendamento e explorando a possibilidade de disponibilizá-lo em agências ou polos específicos. Isso também facilitará a exigência de quem não tem acesso à internet.

Uma nova portaria foi renovada para simplificar o acesso ao Atestmed. A identificação do requerente para pagamento, no caso de concessão de benefício por incapacidade temporária, será realizada pela instituição bancária, não pelo INSS.

Entretanto, o INSS manterá o monitoramento contínuo do acesso simplificado, podendo suspender essa modalidade se detectar qualquer atividade prejudicial à segurança dos dados ou ao processo.

Como acessar o Atestemed sem login?

  1. Acesse o Meu INSS pelo site ou aplicativo para Android e iOS. Não precisa fazer login;
  2. Na página inicial selecione “Pedir benefício por incapacidade”;
  3. Em seguida abrirá uma tela, preencha com nome, CPF e data de nascimento;
  4. Marque a opção “Não sou um robô” e continue;
  5. Selecione “Benefício por incapacidade temporária (auxílio-doença), leia as informações e clique em “ciente”;
  6. Vai aparecer a seguinte informação: “Se você tem documento médico (laudo, relatório ou atestado), pode fazer a perícia sem sair de casa. A análise documental a distância é bem mais rápida, pois não depende de vagas em agências, já que você não precisa ir ao INSS”. Selecione “Avançar”;
  7. Confira os dados que vão aparecer na tela e selecione se foi acidente de trabalho ou não. Importante: acidente de trabalho ainda não está habilitado para o uso do Atestmed;
  8. Em seguida virá a seguinte orientação que deve constar no atestado médico ou odontológico: nome do profissional CRM/CRO/RMS, identificação da doença e prazo de afastamento 
  9. Agora anexe o seus documentos (identidade e documentação médica) clicando no +;
  10. Clique em avançar, leia as informações e clique em avançar/finalizar para enviar o pedido.

Atestmed antecipa análise do auxílio-doença

  • Os beneficiários do INSS que aguardam há mais de 45 dias para receber seu auxílio estão sendo contatados através de ligações telefônicas. O benefício em questão é relacionado à incapacidade temporária, antigamente conhecido como auxílio-doença
  • A chamada telefônica é originada do número (11) 2135-0135, com DDD de São Paulo, porém, esse número não é destinado a receber ligações ou mensagens via Whatsapp. Durante o contato, os atendentes estão oferecendo a opção de trocar a perícia presencial pelo envio digital do atestado médico, que o segurado deve anexar no aplicativo ou site Meu INSS.
  • O INSS faz um alerta para evitar possíveis golpes e reforça que não entra em contato para pedir fotos, números de documentos, dados bancários ou senhas. Nessa ligação, é o próprio instituto que passa informações para o segurado. O número 135 é a central de atendimento gratuita da autarquia.

Como funciona a nova regra do auxílio-doença?

  • O novo formato de concessão do auxílio-doença requer o cumprimento das seguintes normas:
  • Incapacidade para o trabalho;
  • Carência de 12 contribuições;
  • Qualidade de segurado. 
  • Para solicitar o auxílio-doença, o procedimento prioritário é acessar o site ou o aplicativo Meu INSS. É vital a fixação de documentos médicos ou odontológicos que diminuam a necessidade de afastamento das atividades habituais.
  • O médico ou odontológico atestado deve ser completo e legível, contendo informações cruciais como nome do requerente, data de início de incapacidade e previsão de recuperação. Além disso, é necessário conter assinatura e carimbo de identificação do profissional, incluindo informações do CID e emissão recente.
  • Para obter o auxílio-doença, é importante destacar que os benefícios temporários concedidos por atestado não devem ultrapassar 180 dias. A análise dos atestados não determina indeferimento automático; em caso de impossibilidade de concessão, o seguro é direcionado para uma perícia presencial.
  • O processo de solicitação e concessão pode ser acompanhado através do site ou aplicativo Meu INSS. Caso o pedido seja indeferido após uma perícia presencial, o seguro tem a opção de recorrer judicialmente, possibilitando nova avaliação pericial.

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.