INSS bateu o martelo e nova taxa de juros do seu empréstimo consignado já pode ser consultada

Nova função é disponibilizada pelo INSS e vai ajudar os brasileiros na hora de pedir um empréstimo consignado. Novas regras dessa modalidade foram publicadas em maio desse ano. Veja como consultar as taxas cobradas pelos bancos.

INSS bateu o martelo e nova taxa de juros do seu empréstimo consignado já pode ser consultada
INSS bateu o martelo e nova taxa de juros do seu empréstimo consignado já pode ser consultada(Imagem: FDR)

O Instituto Nacional do Seguro Social está divulgando a taxa de juros do empréstimo consignado. Atualmente, 16.771.221 aposentados e pensionistas possuem consignado., segundo o próprio INSS.

Nessa forma de empréstimo o valor é descontado direto no benefício; e as taxas de juros são definidas pelo Conselho Nacional de Previdência Social (CNPS).

Como consultar a taxa de juros do empréstimo consignado do INSS

Na última semana o CNPS reduziu a taxa de juros, que passou de 1,91% para 1,84% por mês, para entender melhor, acesse nossa pauta sobre o tema.

Para conferir as taxas cobradas por cada banco, siga o passo a passo abaixo:

  • Acesse o site Meu INSS ou aplicativo
  • Na primeira página, vá até a lupa e escreva “Taxas de Empréstimo Consignado”
  • Na página seguinte será exibida uma lista com os bancos que oferecem essa modalidade e os juros cobrados por cada um
  • Para conferir mais instituições bancárias, clique em “Ver mais”

Você também pode pesquisar diretamente a instituição bancária que pretende ver as informações. Basta clicar em “Pesquise por instituição”.

Quem pode pedir o consignado do INSS?

O empréstimo com desconto direto na folha de pagamento está disponível para os seguintes grupos:

Por outro lado, quem recebe os benefícios temporários, como benefício por incapacidade temporária, não poderá solicitar esse empréstimo.

Golpe do Consignado do INSS

O INSS divulgou recentemente sobre o uso desse empréstimo para a aplicação de golpes. Para evitar de ser vítima, é necessário ficar atento:

  • O INSS não faz ligações, nem envia e-mail pedindo documentos ou informações pessoais.
  • O instituto não utiliza aplicativos de mensagem para entrar em contato com seus beneficiários.
  • O contato é feito apenas nos casos de: remarcação de atendimento, concessão/negativa de benefício; comparecimento à Agência da Previdência Social (APS); e para cumprimento de exigência. Nessas situações, o servidor informa os dados, não pede.
  • Tenha cuidado na saída do banco.
  • Não use outros sites ou aplicativos que não sejam os oficiais.
  • Não forneça nome completo, CPF, cópia de documentos, comprovante de renda ou de endereço para desconhecidos.
  • O INSS não utiliza intermediários para concessão de benefícios.
  • Nenhum valor é cobrado para a abertura dos pedidos de benefícios, nem para a liberação deles.

Jamille Novaes
Baiana, formada em Letras Vernáculas pela UESB, pós-graduada em Gestão da Educação pela Uninassau. Apaixonada por produção textual, já trabalhou como corretora de redação, professora de língua portuguesa e literatura. Atualmente se dedica ao FDR e a sua segunda graduação.