Consignado do INSS tem redução de juros aprovada para a alegria dos aposentados

Nesta semana, uma resolução da Previdência Social diminuiu a taxa de juros do consignado do INSS. A medida foi aprovada e deverá entrar em vigor na segunda-feira (16). Decisão levou em consideração a queda na taxa de juros no país. 

Consignado do INSS tem redução de juros aprovada para a alegria dos aposentados
Consignado do INSS tem redução de juros aprovada para a alegria dos aposentados. (Imagem: FDR)

Com a mudança, a taxa de juros para os empréstimos concedidos para beneficiários do Instituto cairá de 1,91% para 1,84% por mês. Enquanto no caso do cartão de crédito do consignado, a taxa de juros sairá de 2,83% para 2,73%. Os índices são considerados uns dos mais vantajosos do mercado financeiro.

A alteração, proposta pelo Ministério da Previdência Social, levou em consideração a recente queda na Selic, taxa de juros do país. No último mês, o índice apresentou uma redução de 0,5 ponto percentual.

Como funciona o consignado do INSS

  • A modalidade de concessão de crédito já possui uma das menores taxas de juros de mercado.
  • O baixo índice é ofertado por causa do baixo risco para as instituições financeiras.
  • Empréstimo é descontado diretamente da folha de pagamento do benefício todos os meses.
  • Dessa forma, não há o risco de que o contratante esqueça de realizar o pagamento.
  • Além da baixa taxa de juros, o consignado costuma ter a vantagem de possibilitar um longo parcelamento.
  • No entanto, o Ministério da Previdência estabelece um teto para o comprometimento de renda.
  • Limite foi definido para evitar o endividamento excessivo.
  • Percentual é de 35% tanto para aposentados e pensionistas.
  • Já para beneficiários do BPC, esse limite é reduzido para 30%.

Para quem recebe o Benefício de Prestação Continuada (BPC), a modalidade de empréstimo consignado só voltou a ser liberada recentemente. Opção de contratação de crédito foi autorizada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) após série de discussões.

Para eles, as regras estabelecidas foram de que o pagamento do empréstimo deveria ser realizado em, no máximo, sete anos.

Saiba mais sobre o consignado para BPC neste link.

Danielle Santana
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco, já atuou como repórter no Jornal do Commercio, Diario de Pernambuco e Folha de Pernambuco. Nos locais, acumulou experiência nas editorias de economia, cotidiano e redes sociais. Possuí experiência ainda como assessora de imprensa.