Bolsa Família em janeiro: veja a previsão de valores, calendário e quem recebe

Pontos-chave
  • O pagamento do Bolsa Família de janeiro começa dia 18;
  • A expectativa é sobre os valores que serão pagos;
  • Algumas regras são importantes para se manter no programa.

Em poucas semanas daremos início a um novo ano, e junto com ele a reestreia de programas importantes. O Bolsa Família em janeiro deve ser pago a partir do dia 18, quando pouco mais de 21,18 milhões de lares brasileiros receberão a ajuda de R$ 600. Algumas novidades sobre o benefício já foram confirmadas.

Bolsa Família em janeiro: veja a previsão de valores, calendário e quem recebe
Bolsa Família em janeiro: veja a previsão de valores, calendário e quem recebe (Imagem: Marcos Rocha/ FDR)

Antes da liberação do Bolsa Família em janeiro, tem o pagamento de dezembro. O cronograma prevê que as transferências sejam realizadas entre esta segunda-feira (11) até o dia 22, completando a lista de beneficiados antes da comemoração de Natal. O que é um caso excepcional.

Tudo porque, a partir de janeiro volta o calendário tradicional, em que os pagamentos são feitos sempre nos dez últimos dias úteis do mês. Neste mês o cronograma foi antecipado com o intuito justamente de que as famílias pudessem receber a ajuda antes da comemoração do Natal.

Mais do que o cronograma, o que os interessados querem saber a respeito do Bolsa Família em janeiro é em relação aos valores pagos. Neste ano o grande trunfo do programa foi a volta dos bônus por composição familiar, em que recebem mais aqueles que possuem uma família maior.

Os bônus começaram em março de 2023 para as crianças até 6 anos, e ao longo do ano valores diferentes foram sendo liberados. Como a ajuda para jovens, gestantes e bebês. Por isso, existe a possibilidade do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) anunciar novas bonificações para 2024.

Quem vai receber o Bolsa Família em janeiro?

Com os cortes que foram feitos no programa neste ano, justificados pela denuncia de irregularidade que o TCU (Tribunal de Contas da União) fez, algumas pessoas temem perder o benefício em 2024. De acordo com o MDS, foram 8,5 milhões de cadastros suspensos até novembro.

Até setembro haviam sido 2,5 milhões de inscritos totalmente excluídos do programa. Hoje, o número de beneficiados chega a 21,18 milhões de famílias, e tem oscilado a cada mês. Para receber o Bolsa Família em janeiro será necessário:

Para se manter no programa

Quem já recebe o Bolsa Família deve cumprir com os seguintes requisitos para se manter:

  • Atualizar o Cadastro Único até a data exigida, esta data pode ser verificada no App Meu CadÚnico. Ou fazer a atualização sempre que houver mudança nos dados;
  • Manter a frequência escolar das crianças e jovens sempre acima de 70%;
  • Acompanhamento de saúde com peso e altura de crianças até 7 anos, uma vez a cada semestre (duas vezes por ano). Bem como, manter o calendário de vacinação das crianças e adolescentes atualizados;
  • Gestantes devem fazer o pré-natal;
  • Quem já está no programa e passa a ter renda familiar de até meio salário mínimo por pessoa entra ne regra de proteção, tendo corte de 50% no valor do seu benefício. A família se mantem no programa por mais dois anos.

Valor do Bolsa Família em janeiro

Em janeiro, o valor do Bolsa Família deve permanecer o mesmo. Ainda não foi anunciado nenhum novo bônus que pudesse potencializar o pagamento deste auxílio. Por isso, os repasses devem acontecer fazendo as mesmas considerações.

  • R$ 600 pagamento mínimo para todos os contemplados;
  • R$ 150 para crianças de 0 a 6 anos;
  • R$ 50 para crianças de 7 a jovens de 18 anos;
  • R$ 50 para bebês até 6 meses de vida;
  • R$ 50 para gestantes.

Quem contratou o empréstimo consignado do Auxílio Brasil, feito em até 24 meses, terá o desconto de R$ 160.

Calendário de pagamento do Bolsa Família em janeiro

Ainda não foi divulgado oficialmente o calendário para o Bolsa Família em janeiro, mas há como prever quando os valores serão pagos. Basta usar a mesma lógica deste ano em que os pagamentos foram feitos baseados no final do NIS (Número de Identificação Social) e nas duas últimas semanas do mês.

Dessa forma, eles devem acontecer em:

  • NIS final 1: 18 de janeiro;
  • NIS final 2: 19 de janeiro;
  • NIS final 3: 22 de janeiro;
  • NIS final 4: 23 de janeiro;
  • NIS final 5: 24 de janeiro;
  • NIS final 6: 25 de janeiro;
  • NIS final 7: 26 de janeiro;
  • NIS final 8: 29 de janeiro;
  • NIS final 9: 30 de janeiro;
  • NIS final 0: 31 de janeiro.

Lila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: [email protected]