Governo confirma salário mínimo de 2024 com política de valorização inédita

Em poucas semanas finalmente os trabalhadores terão uma posição oficial sobre o salário mínimo de 2024. Antes disso, porém, o governo federal já anunciou qual será o novo piso do país usado como referência para empregados, aposentados, pensionistas e outros. Dessa vez, com uma nova política de valorização.

Governo confirma salário mínimo de 2024 com política de valorização inédita
Governo confirma salário mínimo de 2024 com política de valorização inédita (Imagem: FDR)

A partir de janeiro começa o novo salário mínimo de 2024. A Constituição Federal obriga que todos os anos haja o reajuste do valor do piso pago aos trabalhadores e cidadãos ligados ao governo. Dessa forma os brasileiros conseguem acompanhar o reajuste de preço dos produtos e serviços de consumo.

Qual será o novo salário mínimo de 2024?

O novo salário mínimo de 2024 depende de aprovação do Congresso Nacional, composto por deputados e senadores. Em agosto o governo federal enviou para o Congresso o plano do Orçamento de 2024, nele são descritos quais serão os destinos do dinheiro público, e quanto será preciso usar em cada setor.

Entre eles, o piso salarial para 2024 e que automaticamente vai influenciar em outros setores, como da Previdência e do Trabalho. No plano para aprovação, segundo a ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet, consta o seguinte valor para o mínimo:

Depois de ser aprovado pelos deputados e senadores, o que deve acontecer ainda em dezembro deste ano, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) deve publicar um decreto para que a quantia comece a valer.

Política de valorização do salário mínimo

Desde 2019 a política de valorização do salário mínimo tem considerado apenas a inflação do ano anterior. O valor aumenta, mas não tem ganho real, apenas acompanha a evolução de preços dos produtos de consumo.

A ideia do governo Lula, e que funcionou durante os anos de comando petista, é alterar essa forma de cálculo para o salário mínimo de 2024. Por isso, a partir do próximo ano o reajuste do piso passa a considerar:

Será preciso aguardar o resultado da inflação deste ano para confirmar o valor do salário mínimo do ano que vem. 

Lila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: lilacunha.fdr@gmail.com
Sair da versão mobile