Pedido do BPC será antecipado pelo INSS com novidades nas regras de acesso

Em busca de cumprir a meta estabelecida pelo ministro da Previdência Social, Carlos Lupi, e diminuir a fila de espera, o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) anunciou novidades. Dessa vez, a medida vai atingir principalmente quem fez o pedido do BPC (Benefício de Prestação Continuada).

Pedido do BPC será antecipado pelo INSS com novidades nas regras de acesso
Pedido do BPC será antecipado pelo INSS com novidades nas regras de acesso (Imagem FDR)

Neste mês o INSS anunciou um mutirão de perícias médicas para quem fez o pedido do BPC há mais de 100 dias, e ainda não conseguiu passar pelo exame. O próprio Instituto admitiu que o número de pedidos pelo atendimento médico é muito maior do que o de peritos habilitados.

Mutirão de perícias para quem fez pedido do BPC

De acordo com informações do INSS, quem fez o pedido do BPC e está aguardando a perícia médica por mais de 100 dias terá a sua solicitação antecipada. Para isso, o Instituto tem entrado em contato com 9 mil segurados para agendar o exame, e confirmar sua presença.

Uma das queixas do INSS é de que desde que as perícias começaram a ser antecipadas, de 341 agendamentos, só 91 segurados compareceram. Logo, tomaram o lugar de quem poderia ser atendido atrasando ainda mais o acesso de algumas pessoas.

O contato da Previdência para quem está com pedido do BPC atrasado está sendo feito por:

  • Ligação, no número (11) 2135-0135;
  • Pelo aplicativo Meu INSS;
  • Por e-mail: [email protected];
  • SMS, por quatro números: 29230, 27030 ou 92716 do Ministério do Desenvolvimento Social, ou pelo 28041 do INSS.

Perícia médica no INSS

Apenas pessoas com deficiência que fizeram o pedido do BPC são obrigadas a passar pela perícia médica. Sem que haja o laudo do médico do INSS afirmando que aquela condição impede o cidadão de trabalhar, e que por isso depende do auxílio, não há como receber o salário.

No dia da perícia que está sendo antecipada é preciso levar:

  • Documento de identificação com foto;
  • Laudos e exames médicos feitos por outros profissionais;
  • Receitas médicas, declarações médicas e outros documentos que comprovem a condição de incapacidade.

Lila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: [email protected]