Indenização de R$ 15 mil pelo Auxílio Brasil: aprenda a consultar se tem direito

Uma indenização avaliada em R$ 15 mil está sendo efetuada aos ex-beneficiários do programa Auxílio Brasil. Desta forma, é fundamental que todos aqueles que fizeram parte do programa saibam se estão aptos ao recebimento deste valor em conta. Confira abaixo como saber desta informação e quem estará pagando.

Tem DÍVIDAS até 5 mil? Saiba como quitar e ficar como NOME LIMPO
Indenização de R$ 15 mil pelo Auxílio Brasil: aprenda a consultar se tem direito (Imagem: FDR)

A Caixa Econômica Federal foi condenada pela Justiça para realizar o pagamento indenizatório para aproximadamente quatro milhões de brasileiros. Estes cidadãos tiveram os seus dados vazados pelo banco e receberão uma multa de R$ 15 mil. É recomendado saber se teve ou não seus dados vazados.

Desta forma, o Instituto Sigilo abriu um espaço para que cidadãos de todo o país consigam ter acesso ao formulário de pessoas que foram prejudicadas pelo banco. É importante saber que a consulta feita pelo Instituto é gratuita e não terá nenhum tipo de cobrança. Para realizar a busca, siga o passo a passo abaixo:

  • Entre no site do Instituto Sigilo clicando aqui; 
  • Após isto, preencha com os dados que o site solicita;
  • Entre eles, o seu nome completo, CPF, e-mail e número de telefone;
  • Confirme e aguarde um retorno do site.

Quais foram os dados que foram vazados dos ex-beneficiários do Auxílio Brasil?

Muitos brasileiros encontram-se assustados com a situação. Isto porque foram aproximadamente quatro milhões de ex-beneficiários do Auxílio Brasil que tiveram os seus dados indevidamente vazados. Desta forma, muitos destes cidadãos buscam os seus direitos e querem receber a indenização.

Porém, algumas pessoas nem mesmo sabem quais foram os dados que acabaram sendo vazados pelo programa. Portanto, veja abaixo o que foi vazado, de forma ilegal, pela Caixa Econômica Federal; e que resultou no pagamento indenizatório de R$ 15 mil para cada cidadão prejudicado:

  • Nome completo;
  • Registro do CPF;
  • Quantas parcelas havia recebido;
  • Número de Identificação Social (NIS);
  • Número do Cartão do Benefício;
  • Endereço.

Flávio Costa
Estudante de jornalismo, já atuou na área de assessoria política ao compor o time de comunicação da atual governadora do estado, durante sua campanha eleitoral. Anteriormente, cursou 2 anos no curso de relações internacionais, podendo ampliar sua visão no aspecto macro e micro do cenário nacional e internacional. Fluente em inglês, já atuou como professor de idiomas e também de matemática. Por fim, trabalhou ainda como analista de operações pelo grupo Amazon. Atualmente, dedica-se a universidade e ao portal FDR. Suas redes sociais são @flavioarcosta e [email protected].