LIBERADO! Caixa permite saque extra do FGTS para quem tem dinheiro guardado

A Caixa Econômica Federal está permitindo um saque extra do FGTS para quem possui uma renda guardada. O intuito do programa é garantir renda para os brasileiros em momentos difíceis. Confira mais informações abaixo:

Caixa autoriza pagamento de R$ 2,9 mil no Caixa Tem sob estes critérios
LIBERADO! Caixa permite saque extra do FGTS para quem tem dinheiro guardado (Imagem: FDR)

Devido às graves repercussões sociais causadas pelas chuvas e enchestes no estado do Rio Grande do Sul, a Caixa Econômica Federal está liberando o saque de até R$ 6,2 mil do FGTS. O motivo do saque é emergencial, tendo em vista que milhares de trabalhadores foram afetados drasticamente pela tragédia.

O Fundo de Garantia promove que o cidadão tenha uma renda acumulada em casos de necessidade. Ou seja, a contribuição é feita mensalmente pelos trabalhadores formais do país para que em casos de demissão sem justa causa, parte do saldo em conta possa ser sacado para gerenciar dívidas e contas.

No caso de tragédias ambientais, como é o caso do RS, a Caixa também promove a liberação de saldo para os moradores da região. Muitas casas foram destruídas e milhares de pessoas estão precisando de doações. Itens como produtos de limpeza básica e alimentos não perecíveis estão sendo solicitados.

Portanto, caso você tenha sido afetado pelas chuvas e enchentes ocorridas no Rio Grande do Sul, saiba que a Caixa liberou o saque de até R$ 6,2 mil. Lembrando que o valor pode ser sacado por pessoas que não estão exercendo a sua profissão formalmente. Basta ter saldo em conta para realizar o seu saque.

Caixa libera saque emergencial do FGTS

Através do seu celular, você pode ter acesso ao valor. Basta fazer o download do aplicativo “FGTS” e acessar a sua conta com o CPF. O aplicativo está disponível em telefones Android e também IOS. Independente da modalidade de saque optada pelo trabalhador, ele poderá sacar o valor em conta.

Por ser um saque emergencial, as modalidades como saque aniversário e saque rescisão não precisam ser consideradas. Até o momento, 41 mortes foram registradas no estado e outras 46 pessoas seguem desaparecidas. Esta foi a maior tragédia natural do estado do Rio Grande do Sul nos últimos 40 anos.

Flávio Costa
Estudante de jornalismo, já atuou na área de assessoria política ao compor o time de comunicação da atual governadora do estado, durante sua campanha eleitoral. Anteriormente, cursou 2 anos no curso de relações internacionais, podendo ampliar sua visão no aspecto macro e micro do cenário nacional e internacional. Fluente em inglês, já atuou como professor de idiomas e também de matemática. Por fim, trabalhou ainda como analista de operações pelo grupo Amazon. Atualmente, dedica-se a universidade e ao portal FDR. Suas redes sociais são @flavioarcosta e [email protected].