PIS/PASEP de 2,7 milhões de pessoas atrasa e Caixa revela o culpado

Na última quarta-feira (5), pelo menos 2,7 milhões de trabalhadores já deveriam estar cientes se têm direito ao pagamento do PIS/PASEP. Essa foi a data anunciada pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) para liberar a consulta do lote extraordinário do abono salarial. No entanto, a Caixa Econômica Federal informou que a data precisou ser adiada. 

PIS/PASEP de 2,7 milhões de pessoas atrasa e Caixa revela o culpado
PIS/PASEP de 2,7 milhões de pessoas atrasa e Caixa revela o culpado (Imagem: FDR)

Esse grupo de 2,7 milhões de pessoas que foram descobertas e geraram um lote extra do PIS/PASEP, foram excluídas de forma irregular do programa. Isso porque, o Ministério do Trabalho e Emprego informou que houve inconsistência de dados enviados pelo empregadores. Esses trabalhadores foram inclusos tanto no RAIS (Relação Anual de Informações Sociais), como no eSocial. 

Diante disso, com a duplicidade de dados essas pessoas acabaram sendo excluídas do programa. Com a nova análise da Dataprev eles foram inclusos em um lote extra que ficaria disponível para consulta em 5 de abril, mas precisou ser adiado. O pagamento vai seguir o calendário original do abono.

O PIS/PASEP está sendo pago nesse ano para quem trabalhou com carteira de trabalho assinada em 2021, por no mínimo 30 dias. Tendo recebido até dois salários mínimos por mês, e emitido o número do PIS/PASEP (com emissão da carteira) há pelo menos cinco anos. O máximo a ser recebido é de R$ 1.302.

Nova consulta ao lote extraordinário do PIS/PASEP

A Caixa Econômica não informou uma data exata sobre quando a consulta do PIS/PASEP para esse grupo extraordinário ficará disponível. A previsão é de que os sistemas estejam atualizados em 7 de abril, sexta-feira. De acordo com o banco, o adiamento foi necessário porque o MTE não fez o processamento da folha de pagamento.

Diante disso, o banco ficou sem as informações necessárias para o cadastramento dos contemplados. A verificação deve acontecer no aplicativo Carteira de Trabalho Digital da seguinte forma:

  • Baixe o App Carteira de Trabalho Digital e acesse-o fazendo login;
  • Na aba “Benefícios” selecione “Abono salarial”;
  • No campo “Ano-base” escolha “2021”;
  • Verifique se tem acesso ao pagamento.

Quem teria direito de receber nos meses de fevereiro e março poderá fazer o saque em 17 de abril. Os demais vão sacar o benefício conforme o calendário original do programa.

Lila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: [email protected]