Correntistas do Banco do Brasil recebem novo alerta sobre taxação de inadimplentes

Se você é cliente do Banco do Brasil e está inadimplente com o banco, é possível resolver esta situação através do Negocia BB. Este é um programa de renegociação criado pelo Banco do Brasil para que seus clientes consigam se livrar das dívidas com condições especiais. Veja os detalhes.

Auxílio Mãe Solteira: Caixa paga até R$ 1.200 para um novo grupo nesta sexta-feira
Taxas de juros do Banco do Brasil são modificadas e devem impactar seu bolso (Imagem: FDR)

Neste ano, os clientes que participarem no Negocia BB conseguem obter descontos de até 15% nos juros e podem parcelar a dívida em até 120 vezes. Serão oferecidos ainda descontos que variam entre 20% a 95% nos débitos em atraso, para públicos determinados. Veja todos os detalhes da ação do Banco do Brasil.

Como renegociar as dívidas com o BB?

O consumidor consegue renegociar sua dívida através do aplicativo do BB, do WhatsApp ou diretamente nas agências. É possível renegociar os débitos até o dia 30 de abril.

De acordo com o Banco do Brasil, dívidas que estão sendo cobradas judicialmente também podem ser renegociadas na ação. Em casos como este, serão concedidos descontos de até 95% para quem optar pelo pagamento à vista, e de até 80% para quem pagar em parcelas. As taxas do parcelamentos podem ter descontos de até 50% em comparação com as originais.

Caso este seja o caso do consumidor, ele deverá selecionar uma opção específica no WhatsApp (enviando a mensagem #conciliabb) ou entrar em contato com o escritório de advogados do banco que conduz o processo judicial.

Canais disponibilizados pelo Banco do Brasil para renegociação dívidas

  • Aplicativo do Banco do Brasil
  • WhatsApp: (61) 4004-0001 (enviando a mensagem #renegocie)
  • Site do BB
  • telefone: 4004-0001 (capitais) ou 0800-729-0001 (demais regiões)
  • Agências do Banco do Brasil

Inadimplência  no Brasil

No Brasil, de acordo com os dados mais novos sobre inadimplência, atualmente existem cerca de 65,19 milhões de brasileiros com dívidas em aberto, de acordo com o estudo da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) realizado em janeiro.

No último ano, o endividamento das famílias fechou em alta. Segundo uma pesquisa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) 77,9% dos consumidores brasileiros tinham alguma dívida a vencer em dezembro.

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.