Banco Brics sob a liderança de Dilma pode afetar o bolso dos brasileiros? Entenda

Na última sexta, 24, a ex-presidente Dilma Rousseff foi escolhida para comandar o Novo Banco de Desenvolvimento (NBD), mais conhecido como BRICS. Com isso. O Brasil ficará à frente da instituição até o ano de 2025. Veja mais detalhes.

O Banco dos BRICS foi fundado em 2014, durante o primeiro mandato de Dilma na Presidência da República, e é uma instituição financeira que fomenta projetos em seus países-membros. O nome do banco referência o bloco nomeado de BRICS, que é formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul.

Este termo faz referência à palavra “brick” (tijolo), por conta da força deste bloco em sustentar o crescimento global. Começava a ganhar força o conceito de países em desenvolvimento, mesmo que o bloco não representasse um bloco político ou econômico. 

O BRICS foi estruturado com US$ 100 bilhões, o que dá cerca de R$ 530 bilhões atualmente. Cada país que integra o bloco investiu um montante igual de US$ 20 bilhões. A sede do banco está localizada em Xangai, para onde uma comitiva do Brasil foi neste final de semana.

O banco aprovou em 2021, um montante de US$ 153 milhões para melhorar rodovias não pavimentadas no estado do Pará. O objetivo do projeto é o de  reduzir  o tempo e custos de logística, e interligar municípios atualmente sem conexão entre si.

Dilma à frente do BRICS

Agora, com Dilma presidindo o BRICS, o objetivo é o de fomentar projetos de energia renovável e transição energética. Já como presidente, Rousseff substituiu o brasileiro Marcos Troyjo,que foi  indicado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). Ele que era secretário especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais no Ministério da Fazenda de Paulo Guedes, ocupava o cargo desde 2020.

O salário de Dilma em sua nova ocupação será de cerca de R$300 mil. É esperado que a posse dela aconteça nesta quarta, 29.

Recentemente, Dilma participou de uma reunião online com ministros das Finanças dos países do Brics, inclusive com o ministro da Fazenda, Fernando Haddad. Neste novo cargo, Rousseff vai comandar a equipe operacional, conduzindo, conforme a direção dos diretores, os negócios do banco.

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Paulo AmorimPaulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.