O que é o Banco dos BRICS, que terá Dilma como nova presidente?

Dilma Rousseff, ex-presidente do Brasil, assumirá agora a presidência do Banco de Desenvolvimento dos BRICS. Isto acontece pois o Brasil teve apoio de todos os países do bloco para promover a substituição. Saiba mais e entenda o que é o BRICS.

Dilma no BRICS

“Não é mais uma possibilidade, mas uma certeza: por indicação do governo Lula, Dilma Rousseff presidirá o Banco dos Brics, instituição criada em 2014 e que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. O Brasil já tem o o.k. dos outros países membros e o governo já acertou com Marcos Troyjo sua saída  do cargo já neste mês. Lula quer que Dilma já esteja como presidente do banco quando ele visitar a China, em março. A ex-presidente vai morar em Xangai. Comandará o banco até 2025. Troyjo já foi convidado por Tarcísio de Freitas para ocupar um cargo no governo de São Paulo”, disse o jornalista Lauro Jardim, em sua coluna no Jornal O Globo.

O que é o BRICS

O Banco dos BRICS, também conhecido como NDB, foi criado em 2014 e sua sede está localizada em Xangai, na China. As atividades do banco tiveram início com capital de US$ 100 bilhões, com a finalidade de ser uma alternativa de crédito ao Banco Mundial e ao Fundo Monetário Internacional (FMI) para os países integrantes do grupo.

O BRICS aprovou em 2021, um montante de US$ 153 milhões para melhorar rodovias não pavimentadas no estado do Pará. O objetivo do projeto é o de  reduzir  o tempo e custos de logística, e interligar municípios atualmente sem conexão entre si.

No mesmo ano, o banco também aprovou empréstimo de US$ 1 bilhão para a África do Sul, para apoiar na recuperação econômica da pandemia de Covid-19.

Conselho Empresarial dos BRICS (CEBRICS)

O Conselho Empresarial do BRICS (CEBRICS) foi criado em 2013 na a V Cúpula do BRICS, e reuniu integrantes dos cinco países que formam o grupo.

Por aqui,  a secretaria executiva do conselho é capitaneada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Alguns dos temas abordados pela secretaria executiva em nosso país são o agronegócio, aviação regional, economia digital, economia e energia verde, infraestrutura, desregulamentação, serviços financeiros, e outros.

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Paulo AmorimPaulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.