Inscrições do Bolsa Família 2023: Veja a lista de documentos, como agendar atendimento no CadÚnico e mais

Pontos-chave
  • Os interessados em receber o Bolsa Família devem fazer a inscrição no CadÚnico;
  • É preciso apresentar documentos de identificação de todos os membros da família;
  • Alguns CRAS funcionam apenas com agendamento

Já estão abertas as inscrições do Bolsa Família 2023. Na verdade, os interessados em receber pelo menos R$ 600 de ajuda financeira do governo federal, precisam inscrever sua família no Cadastro Único. A partir disso, ficam disponíveis para serem inclusos na lista de beneficiários de diferentes benefícios, mas é preciso seguir algumas regras.

Inscrições do Bolsa Família 2023: Veja a lista de documentos, como agendar atendimento no CadÚnico e mais
Inscrições do Bolsa Família 2023: Veja a lista de documentos, como agendar atendimento no CadÚnico e mais (Imagem: Marcos Rocha/ FDR)

Não existe uma forma de fazer inscrições do Bolsa Família 2023 que encaminhem o cidadão diretamente para a fila de espera do programa. É preciso estar com os dados atualizados no Cadastro Único para ser selecionado conforme há espaço no orçamento. O sistema do poder público usa como referência as informações disponibilizadas nesse banco para seleção.

E não vale apenas para o Bolsa Família, mas para todos os outros benefícios que são disponibilizados por meio da inscrição no CadÚnico. Por exemplo: vale gás, Tarifa Social, telefone popular, e outros. Isso é, não existe um portal de inscrição específico para esses programas, vale cumprir com os requisitos e a seleção acontecerá por meio dos dados compartilhados no CadÚnico.

De acordo com o ministro do Desenvolvimento Social, Wellington Dias, para que novas inscrições do Bolsa Família 2023 sejam aprovadas, será preciso fazer a averiguação cadastral das famílias que já estão no Cadastro Único. Depois de excluir aqueles que não cumprem com os requisitos, novos grupos poderão entrar.

Quem pode fazer a inscrição no Bolsa Família 2023?

As inscrições no Bolsa Família 2023 acontecerão por meio da entrada da família no CadÚnico. É preciso que um representante de todos os membros se apresente a uma unidade do CRAS (Centro de Referência de Assistência Social), essa pessoa deve ter mais de 16 anos. A preferência é que seja uma mulher.

Para ser selecionado nesse programa será preciso cumprir com requisitos como:

  • Ter renda familiar de no máximo R$ 105,00 por pessoa para ser enquadrado como linha de extrema pobreza;
  • Ter renda familiar de no máximo R$ 210,00 por pessoa para ser enquadrado na linha da pobreza;
  • Não pode estar recebendo nenhum benefício previdenciário que ultrapasse o limite de renda;
  • Não pode ter uma empresa aberta no nome do titular.

Como fazer as inscrições no Bolsa Família 2023

Os interessados em fazer inscrições no Bolsa Família 2023 devem comparecer presencialmente a uma unidade do CRAS. Será preciso levar documentos de comprovação de identidade de cada um dos membros da família, e comprovação de renda do titular, caso necessário.

Também será preciso passar por um processo de entrevista em que o representante da família vai informar ao entrevistador questões como: quantas pessoas vivem na mesma casa, qual a fonte de renda, se o imóvel é próprio ou alugado, se alguém trabalha, se as crianças estudam, e etc.

O passo a passo das inscrições no Bolsa Família 2023 são:

  • Um representante da família deve comparecer até o CRAS;
  • No local deve ser solicitada a inscrição no Cadastro Único;
  • Entrega-se os documentos de identificação de todos os membros, e deve ser respondida a entrevista;
  • Por fim, deve ser gerado um número de NIS (Número de Identificação Social) para cada membro da família.

Documentos obrigatórios para as inscrições no Bolsa Família 2023

Ao chegar até o CRAS, o representante da família deverá apresentar documentos como:

  • Documento de identificação do titular do benefício (maior de 16 anos): CPF ou Título de Eleitor;
  • Para as demais pessoas da família é necessário, pelo menos, um desses documentos: Certidão de Nascimento; Certidão de Casamento; CPF; Carteira de Identidade (RG); Carteira de Trabalho; Título de Eleitor.

Como agendar atendimento no CRAS

Há tempos o CRAS tem ficado superlotado, justamente por conta das inscrições no Bolsa Família 2023 e nos demais benefícios sociais. Agora que o valor de R$ 600 foi confirmado para todos os meses desse ano, o interesse pela ajuda tem crescido, e o atendimento das unidades ficado ainda mais complexo.

Por isso, algumas prefeituras estão optando pelo agendamento no CRAS antes de liberar a inscrição. Também existem locais que estão liberando senhas que limitam os atendimentos diários, a fim de que todos possam ser atendidos. Por isso, a orientação é tirar a dúvida se no CRAS mais próximo há esse agendamento.

Em caso afirmativo, os interessados deverão:

  • Comparecer presencialmente na unidade para agendar data e hora de atendimento;
  • Chegar mais cedo para conseguir senha e ser atendido no mesmo dia;
  • Usar aplicativos e sites de agendamento que serão liberados pela prefeitura.

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Lila CunhaLila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: lilacunha.fdr@gmail.com