Minha Casa Minha Vida tem retorno anunciado com novas regras para o financiamento

Como já havia sido anunciado pelo presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT), o programa de habitação popular criado em 2009 no seu governo, deve voltar. O Minha Casa Minha Vida tem como objetivo oferecer para famílias de baixa renda a oportunidade de comprar a casa própria, mas pagando pequenas parcelas. No governo de Jair Bolsonaro (PL), esse programa foi substituído pelo Casa Verde e Amarela. 

Minha Casa Minha Vida tem retorno anunciado com novas regras para o financiamento
Minha Casa Minha Vida tem retorno anunciado com novas regras para o financiamento (Imagem: FDR)

Na última terça-feira (3), o ministro das Cidades, Jader Barbalho Filho anunciou o retorno do programa habitacional Minha Casa Minha Vida. Na ocasião, ele informou que apenas para 2023 existem disponíveis R$ 10 bilhões para investimento nessa área. Durante o seu discurso de posse no cargo de ministro, Jader disse que sua gestão será pautada por “reconquistas sociais”.

O ministro evidenciou o fato de que o Brasil possui atualmente um déficit habitacional de 5,9 milhões de moradias. E lembrou que durante a pandemia de Covid-19, quando milhares de trabalhadores perderam sua fonte de renda, mais de um milhão de pessoas foram despejadas ou ameaçadas de despejo.

Precisamos reconstruir quase tudo nesta pasta, incluindo o Minha Casa Minha Vida. Um programa tão importante neste país, reconhecido pela população, mas que havia sido descontinuado”, discursou Jader fazendo referência ao antigo programa.

Isso porque, o Casa Verde e Amarela excluiu o grupo chamado de “faixa 1”, que financiava imóveis que eram construídos pelo próprio governo. Nesse modelo do Minha Casa Minha Vida, o valor das parcelas era baixo e o prazo de pagamento estendido. Enquanto o programa bolsonarista trouxe mais opções de financiamento para imóveis já prontos.

CASA VERDE E AMARELA 2023: INSCRIÇÃO, TABELA DE SUBSÍDIO, DOCUMENTOS E SIMULAÇÃO DE FINANCIAMENTO

O que vai mudar no Minha Casa Minha Vida

No discurso de posse do Ministério das Cidades, Jader Barbalho Filho, disse que recebeu orientações do presidente Lula para que o Minha Casa Minha Vida retorne o quanto antes. E ainda acrescentou, dizendo que o chefe pediu pela excelência nas construções, dando dignidade as famílias contempladas.

Não é porque a pessoa precisa do apoio do governo que pode se receber uma obra qualquer, de baixa qualidade. Ao contrário, temos de ofertar o melhor possível ao povo brasileiro“, disse ainda o novo ministro.

Diante desse cenário, já foram anunciadas para o programa investimentos e novidades como:

Lila CunhaLila Cunha
Formada em jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC) desde 2018. Já atuou em jornal impresso. Trabalha com apuração de hard news desde 2019, cobrindo o universo econômico em escala nacional. Especialista na produção de matérias sobre direitos e benefícios sociais. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: lilacunha.fdr@gmail.com
Sair da versão mobile