Formas de saque do Bolsa Família já foram revelados pelo governo Lula

Pontos-chave
  • Começa em janeiro o saque do Bolsa Família;
  • Meios de pagamento do Auxílio Brasil devem ser usados no próximo programa;
  • O calendário oficial ainda não foi publicado.

Faltam poucos dias para o saque do Bolsa Família, o programa de transferência de renda vai voltar a funcionar no país junto com o retorno de Luís Inácio Lula da Silva (PT) à presidência do Brasil. Hoje, esse programa está suspenso e funciona o Auxílio Brasil, criação de Jair Bolsonaro (PL). Nesse vai e vem de benefícios, quem deve ser beneficiado é o público mais pobre que tem acesso aos valores.

Formas de saque do Bolsa Família já foram revelados pelo governo Lula
Formas de saque do Bolsa Família já foram revelados pelo governo Lula (Imagem: Marcos Rocha/ FDR)

O primeiro saque do Bolsa Família acontece em janeiro, mas ainda sem calendário oficial de pagamentos. O Ministério da Cidadania deve liberar em breve, pelo menos na última semana do ano de 2022, como deve funcionar os depósitos no próximo ano. Até o momento, outras informações, como o valor disponibilizado e a forma de retirada já têm sido anunciados.

O Bolsa Família retorna como uma marca social do governo Lula, conhecido popularmente por ter ajudado muitas famílias pobres durante os seus dois últimos mandatos. Agora no terceiro governo a ideia é conseguir manter esse padrão, considerando que o Auxílio Brasil turbinou o programa.

Em 2021, quando o Auxílio Brasil foi criado, Bolsonaro transformou as formas de saque do Bolsa Família. Foi permitido o recebimento por meio de uma conta poupança social online, o Caixa Tem, além do aumento de valor que saiu do mínimo de R$ 89 e chegou ao piso de R$ 400. O número de famílias contempladas também subiu de 14 para 21 milhões.

Valor liberado no Bolsa Família de 2023

Quem fizer o saque do Bolsa Família em 2023 terá direito a uma quantia igual ao que o Auxílio Brasil tem pago de maneira excepcional. Em agosto foi liberado por meio de uma Emenda a Constituição, cerca de R$ 26 bilhões que garantiram o aumento de R$ 200 no valor do benefício.

Essa mudança significou a criação de uma parcela mínima de R$ 600 que virou promessa de campanha de Lula. Para cumpri-la foi preciso encontrar espaço no orçamento de 2023, inclusive solicitando mais verba extra por meio de uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição). 

Por isso, o valor liberado no Bolsa Família em 2023 deve ser de:

  • Valor mínimo: R$ 600 por família;
  • Adicional: R$ 150 por criança de até seis anos.

Formas de saque do Bolsa Família

Para substituir a marca do Bolsa Família em ano de eleição, o presidente Jair Bolsonaro e sua equipe desembolsaram R$ 93 milhões para substituir o cartão de saque do programa. Com isso, conforme novas famílias foram sendo inclusas no Auxílio Brasil, elas passaram a receber um cartão com o logo do programa atual.

O cartão de saque do Bolsa Família continuou sendo usado, mas a nova versão também foi liberada para grupos antigos e veio com mais tecnologia. Com a implementação de um chip agora é possível sacar os valores em Banco 24Horas, além de passar compras na função débito.

Nesse cenário, o cartão do Auxílio Brasil deve ser mantido para saque do Bolsa Família, e ainda ficarão disponíveis outras formas de recebimento como:

  • Movimentação por meio do Caixa Tem (PIX, transferências, pagamento de boletos, e etc.);
  • Saque presencial na Caixa Econômica – apresentando documento com foto;
  • Saque presencial nas casas lotéricas – apresentando documento com foto.

Como saber se receberá o Bolsa Família

Agora que o saque do Bolsa Família será turbinado, com um novo valor e mais tecnologia, as famílias que estão inscritas no Cadastro Único esperando uma vaga ficam ansiosas sobre uma possível aprovação. Atualmente, pelo menos 21,6 milhões estão recebendo a ajuda por meio do Auxílio Brasil, e devem ser transferidas para o novo programa.

Já foi anunciado pela equipe de Lula que haverá um pente fino, convocando mais de 4 milhões de famílias unipessoais, quer dizer, compostas por uma única pessoa, para atualização de dados. Para saber se foi cortado do programa, se continua recebendo, e ainda, se foi aprovado, os representantes da família podem usar os seguintes canais:

  • App Bolsa Família ou App Auxílio Brasil;
  • App Caixa Tem;
  • Telefone 111 da Caixa;
  • Telefone 121 do Ministério da Cidadania.

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Lila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: lilacunha.fdr@gmail.com