Investimentos no Tesouro e nos Bancos estão com NOVO rendimento

Pontos-chave
  • Investimentos do Tesouro e bancos fazem parte da renda fixa;
  • As duas aplicações passam a render mais com a alta da taxa Selic;
  • Ambos possuem incidência de Imposto de Renda.

Por unanimidade, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central aumentou a taxa Selic, de 13,25% ao ano para 13,75% ao ano, nesta quarta-feira (3). Este reajuste faz com que diversos investimentos em renda fixa ofereçam melhores rendimentos. Este é o caso de uma aplicação no Tesouro e em bancos.

publicidade
Investimentos no Tesouro e Bancos estão com NOVO rendimento
Investimentos no Tesouro e Bancos estão com NOVO rendimento (Imagem: Montagem/FDR)

Por conta da grande inflação no país, o Banco Central decidiu elevar a taxa básica de juros da economia. A Selic vem elevando desde março do ano passado. Desde então, já foram realizados doze reajustes. Para quem aplica em investimentos mais seguros, a decisão do Copom vem sendo positiva.

Isso acontece porque a taxa Selic influencia todas as taxas de juros do país. Dessa forma, os investimentos em renda fixa — que são atrelados à taxa básica de juros — passam a ter rendimentos maiores quando a Selic aumenta.

publicidade

Entre as aplicações favorecidas pelo ciclo de alta da taxa de juros, estão os títulos públicos atrelados à Selic (Tesouro Selic), do Tesouro Direto; e os CDBs (Certificados de Depósito Bancário), que são emitidos por bancos.

O Tesouro Selic e os CDBs

O Tesouro Selic é um dos títulos do Tesouro Direto. Este é um Programa do Tesouro Nacional, desenvolvido para venda de títulos públicos federais para pessoas físicas — de modo totalmente online. Como o nome já sugere, os títulos Tesouro Selic possuem a rentabilidade atrelada à taxa básica de juros.

Já os CDBs são títulos de renda fixa emitidos por bancos, para captar recursos. Em troca, o investidor recebe uma taxa de rentabilidade, que é estabelecida no momento da compra. A rentabilidade de um CDB é definida por uma porcentagem da taxa do CDI. Na prática, o valor do CDI é próximo ao da Selic.

Ou seja, no caso do Tesouro Direto, quem toma o dinheiro emprestado é o governo. Na situação dos CDBs, os valores são obtidos por instituições financeiras.

Novos rendimentos dos investimentos no Tesouro e bancos

Conforme levantamento realizado pelo buscador financeiro Yubb, diante do aumento da taxa Selic e previsão de desaceleração da inflação, ficam maiores os rendimentos com investimentos em renda fixa.

Com a Selic em 13,75% ao ano, estes são os rendimentos brutos (sem descontar a inflação e Imposto de Renda) previstos no período de 12 meses:

publicidade
  • Tesouro Selic: 13,65%
  • CDB em banco médio: 15,70%
  • CDB em banco grande: 10,24%

Com o desconto do Imposto de Renda, estes são os rendimentos estimados:

  • Tesouro Selic: 10,92%
  • CDB em banco médio: 12,56%
  • CDB em banco grande: 8,19%
publicidade

Por fim, estas são as estimativas de rendimento líquido real (com desconto de inflação e Imposto de Renda):

  • Tesouro Selic: 3,52%
  • CDB em banco médio: 5,05%
  • CDB em banco grande: 0,97%

Para realizar as simulações, foi considerada uma alíquota de 20% de Imposto de Renda relativo a prazos de vencimento de 181 a 360 dias. Além disso, foi levada em conta a uma previsão de inflação para 2022 de 7,15% — conforme indicado por economistas consultados pelo Banco Central, no boletim Focus.

publicidade
Os investimentos em renda fixa tendem a render mais com o aumento da taxa Selic
Os investimentos em renda fixa tendem a render mais com o aumento da taxa Selic (Imagem: Montagem/FDR)

Investimento mais tradicional do país seguirá com mesmo rendimento

A caderneta de poupança, considerada a aplicação mais tradicional do país, continuará com o mesmo rendimento, apesar da alta recente da taxa Selic. Mesmo que esteja atrelada à taxa básica de juros, ela nem sempre eleva junto com ela.

Quando a Selic está acima de 8,5% ao ano, a rentabilidade da caderneta de poupança é fixa — e para de crescer. Esta é a regra da poupança:

publicidade
  • Caso a Selic esteja acima de 8,5% ao ano: para depósitos feitos em qualquer ano, a poupança rende 0,5% ao mês + TR (Taxa Referencial), equivalente a 6,17% ao ano + TR.
  • Caso a Selic esteja igual ou abaixo de 8,5% ao ano: para depósitos feitos a partir de 2012, a poupança rende 70% da Selic + TR. Para depósitos feitos até 2012, a poupança rende 0,5% ao mês + TR, igual a 6,17% ao ano + TR.

Ao contrário do Tesouro Selic e dos CDBs, a caderneta de poupança tem isenção de Imposto de Renda. Apesar disso, o investimento mais tradicional do país ainda continua rendendo menos do que as outras duas opções.

Conforme simulação do Yubb, o rendimento, o rendimento líquido real da poupança é de -0,91% no período de 12 meses.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade

Aproveite a nossa calculadora abaixo para simular o rendimento dos seus investimentos:

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.