ELEIÇÕES 2022: Globo anuncia a ordem dos DEBATES entre os candidatos à PRESIDÊNCIA; acompanhe

Faltando menos de três meses para as eleições 2022, os candidatos à presidência já devem estar preparados para defender as propostas de campanha. Neste sentido, a TV Globo já realizou o sorteio para definir a ordem dos famosos e polêmicos debates políticos. 

publicidade
ELEIÇÕES 2022: Globo anuncia a ordem dos DEBATES entre os candidatos à PRESIDÊNCIA; acompanhe
ELEIÇÕES 2022: Globo anuncia a ordem dos DEBATES entre os candidatos à PRESIDÊNCIA; acompanhe. (Imagem: FDR)

Os debates com os candidatos à presidência nas eleições 2022 é realizado pela produção do Jornal Nacional. O primeiro a participar da programação ao vivo será o atual presidente e pré-candidato, Jair Bolsonaro.

O encontro está previsto para o dia 22 de agosto, mas o chefe do Executivo ainda não aceitou o convite da emissora com a qual tem uma relação conturbada.

publicidade

O debate com foco nas propostas para as eleições 2022 terão 40 minutos de duração, tempo pelo qual será conduzido pelos jornalistas William Bonner e Renata Vasconcellos. Na sequência, foram sorteados os seguintes candidatos:

  1. André Janones – dia 23 de agosto;
  2. Ciro Gomes – dia 24 de agosto;
  3. Luiz Inácio Lula da Silva – dia 25 de agosto;
  4. Simone Tebet – dia 26 de agosto.

Propostas de Bolsonaro para as eleições 2022

Bolsonaro não tem uma imagem política boa perante os eleitores. Suas propostas para recuperar a economia já são bastante conhecidas, pois são basicamente as mesmas usadas na campanha que o elegeu em 2018.

E apesar de muitos eleitores ainda não terem se atentado, a maior parte ainda não foi cumprida até hoje. Veja os pontos mais acentuados por Bolsonaro:

  • Desoneração da folha de pagamento;
  • Criação da carteira de trabalho verde e amarela;
  • Redução da dívida pública em 20%;
  • Equilíbrio no reajuste dos impostos;
  • Introduzir um modelo de capitalização na Previdência;
  • Unificação dos tributos federais;
  • Redução do Imposto de Renda.

Em contrapartida, das promessas de campanha feitas ainda em 2018, Bolsonaro conseguiu cumprir:

  • Reduzir alíquotas de importação e barreiras não tarifárias;
  • Simplificar a abertura e o fechamento de empresas;
  • Não recriação da CPMF;
  • Fazer com que os preços praticados pela Petrobras sigam os mercados internacionais;
  • Reduzir a carga tributária bruta;
  • Acabar com o monopólio da Petrobras na cadeia de produção do gás natural;
  • Vender ativos da Petrobras;
  • Ter independência formal do Banco Central.
publicidade

Em quatro anos de mandato, especialmente nos últimos dois anos, Bolsonaro se concentrou em acabar ou reestruturar as políticas públicas criadas durante a gestão petista. Um exemplo é a substituição do Bolsa Família pelo Auxílio Brasil, deixando o programa “com a sua cara”, como fez questão de reforçar.

O Auxílio Brasil atende pouco mais de 18 milhões de beneficiários e terá nova ampliação em breve. Cada família receberá, a partir deste mês, a mensalidade temporária de R$ 600. No entanto, é preciso que estejam inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) e com os dados regularizados. 

Logo após o lançamento do Auxílio Brasil em novembro de 2021, Bolsonaro também conseguiu implementar o Vale Gás, também direcionado à população de baixa renda.  O programa passará a conceder um benefício equivalente a 100% do valor médio atual do botijão de gás. 

publicidade

Ambas as propostas foram instituídas pela PEC dos Benefícios, que surgiu no Senado Federal e recebeu todo o apoio do Governo Bolsonaro durante os trâmites de aprovação. O empenho foi caracterizado como uma estratégia política visando a reeleição em 2022.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.