Santander registra LUCRO de R$ 4 bilhões no segundo trimestre; como as AÇÕES reagiram?

No segundo trimestre deste ano, o Santander Brasil teve lucro líquido gerencial (que desconsidera o ágio de aquisições) de R$ 4,084 bilhões. Em relação ao trimestre passado, houve uma alta de 2%. Os dados foram divulgados na manhã desta quinta-feira (28) pelo Santander.

publicidade
Santander registra LUCRO de R$ 4 bilhões no segundo trimestre; como as AÇÕES reagiram?
Santander registra LUCRO de R$ 4 bilhões no segundo trimestre; como as AÇÕES reagiram? (Imagem: Montagem/FDR)

Apesar do aumento no lucro líquido gerencial entre os trimestres deste ano, ao comparar com o mesmo período de 2021, o Santander teve um lucro 2,1% abaixo no balanço recente.

Com relação ao lucro societário, o Santander registrou R$ 3,977 bilhões no segundo semestre. Esta quantia ficou 3,1% abaixo em comparação ao mesmo trimestre do ano passado.

publicidade

Na carteira de crédito, o Santander encerrou o trimestre com R$ 468,538 bilhões. Em relação aos três primeiros meses deste ano, a cifra aumentou 2,9%. Já em comparação ao mesmo período de 2021, foi observada uma alta ainda maior, de 6,5%.

Em relatório de resultados, o diretor financeiro e de relações com investidores do Santander Brasil, Angel Santodomingo, afirma que “os indicadores de qualidade da carteira de crédito apresentaram estabilidade no período, mesmo ainda em um cenário macroeconômico desafiador.

Como as ações do Santander reagiram após divulgação de resultados

No pregão desta quinta-feira, após a divulgação dos resultados do segundo trimestre, as ações ordinárias do Santander (SANB3) subiram 1,2%, a R$ 13,48. As ações preferenciais (SANB4) saltaram 1,83%, a R$ 14,98. Já as units (SANB11) valorizaram 2,5%, a R$ 28,54 na bolsa de valores brasileira, a B3.

Os analistas do mercado tiveram visões distintas sobre o balanço trimestral do Santander, conforme apurado pela Folha.

Por um lado, analistas da Mirae Asset Wealth Management indicaram que o banco teve uma boa performance no período, “apesar dos riscos de piora de inadimplência com a evolução da carteira de crédito com maior risco e de condições macroeconômicas mais desafiadoras”.

Já por outro lado, analistas da Ativa Investimentos consideram que a instituição teve um resultado ruim, abaixo das expectativas da casa. Entre os destaques negativos, os analistas comentaram sobre a forte alta das provisões para créditos de liquidação duvidosa.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade

De acordo com a Ativa, essa elevação “demonstra a necessidade que a empresa tinha em se proteger mais no cenário atual”.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.