VALE-GÁS tem o seu pagamento antecipado; saiba se o seu cadastro está ativo

O vale-gás, programa do governo federal que teve início neste ano, ganhou novidades que começam a partir de agosto. No próximo mês, além do valor ter sido duplicado, as datas de pagamento foram atualizadas e a parcela chega antes ao bolso das famílias. Confira tudo o que vai mudar.

publicidade
VALE-GÁS tem o seu pagamento antecipado; saiba se o seu cadastro está ativo
VALE-GÁS tem o seu pagamento antecipado; saiba se o seu cadastro está ativo (Imagem: FDR)

Pouco mais de 5,1 milhões de famílias são beneficiadas com o vale-gás, o número de contemplados não foi alterado. O que muda na verdade é o valor a ser pago, que passa de 50% do preço médio do botijão de gás para R$ 120. Na última parcela repassada em junho, o valor foi de R$ 53.

A ideia é que com a quantia seja possível adquirir o botijão de gás em seu preço total. A média do valor do produto é calculada usando como referência a pesquisa da Agência Nacional de Petróleo Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Por isso, não havia um valor fixo para o vale-gás.

publicidade

Em abril, por exemplo, o pagamento foi de R$ 51, enquanto na parcela seguinte houve adicional de R$ 2. O repasse é bimestral, e a partir de agosto passa a ter o valor fixo de R$ 120.

Quem recebe o vale-gás

Diferente do que muitas pessoas acreditam, o vale-gás não é incluso obrigatoriamente na parcela do Auxílio Brasil. Isso significa que nem todos que recebem um programa serão beneficiados pelo outro.

Hoje, pouco mais de 5,1 milhões de famílias têm a ajuda para compra do botijão, enquanto no Auxílio Brasil são beneficiadas 18,1 milhões de famílias. São beneficiados:

  • Famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal (CadÚnico), com renda familiar mensal per capita menor ou igual a meio salário mínimo nacional (R$ 606);
  • Famílias que tenham entre seus membros residentes no mesmo domicílio quem receba o Benefício de Prestação Continuada da assistência social, o BPC, que prevê um salário mínimo mensal (R$ 1.212) à pessoa com deficiência e ao idoso com 65 anos ou mais que comprovem não possuir meios de prover a própria manutenção nem a família;
  • A lei estabelece que o auxílio será concedido “preferencialmente às famílias com mulheres vítimas de violência doméstica que estejam sob o monitoramento de medidas protetivas de urgência”.

Consulte o pagamento usando seu CPF

Basta informar o número do seu CPF para verificar se foi incluso no pagamento do vale-gás. Para tanto, a família pode usar os seguintes canais de atendimento:

  • Aplicativo Auxílio Brasil – usando o número do CFP e NIS;
  • Aplicativo Caixa Tem – criando login com CPF;
  • Atendimento Caixa pelo telefone 111;
  • Ministério da Cidadania pelo telefone 121.
publicidade

Nos aplicativos a informação deve estar descrita em “Extrato de pagamentos”, ou na opção “Vale gás”.

Calendário de pagamentos antecipado

Em uma ação inédita do governo, a primeira parcela de R$ 120 do vale-gás chegará mais cedo aos brasileiros. Seguindo o cronograma do Auxílio Brasil, a quantia costuma ser depositada nos últimos dez dias úteis do mês. Mas, os dois programas foram antecipados e seguirão as seguintes datas:

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

  • NIS de final 1 – 9 de agosto
  • NIS de final 2 – 10 de agosto
  • NIS de final 3 – 11 de agosto
  • NIS de final 4 – 12 de agosto
  • NIS de final 5 – 15 de agosto
  • NIS de final 6 – 16 de agosto
  • NIS de final 7 – 17 de agosto
  • NIS de final 8 – 18 de agosto
  • NIS de final 9 – 19 de agosto
  • NIS de final 0 – 22 de agosto
publicidade

Nos meses de outubro e dezembro, em que serão liberadas a segunda e terceira parcela de R$ 120, o vale-gás volta a seguir o calendário tradicional do Auxílio Brasil.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Lila Cunha
Lila Cunha é formada em jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Atua como repórter especial para o portal FDR. É responsável por selecionar as informações abordadas e garantir o padrão de qualidade das notícias veiculadas. Além disso, trabalha com apuração de hard news desde 2019, cobrindo o universo econômico em escala nacional.