Pesquisa revela os impactos do AUXÍLIO BRASIL nas ELEIÇÕES 2022; acompanhe

O Auxílio Brasil atingiu pouco mais de 18,1 milhões de famílias em julho, mas a partir de agosto deve beneficiar em torno de 19,7 milhões. Esse número pode sim ter influencia no resultado final das eleições de 2022, que vai escolher o presidente do país entre os anos de 2023 e 2026. A informação foi repassada pelo colunista Matheus Leitão, da Veja.

publicidade
Pesquisa revela os impactos do AUXÍLIO BRASIL nas ELEIÇÕES 2022; acompanhe
Pesquisa revela os impactos do AUXÍLIO BRASIL nas ELEIÇÕES 2022; acompanhe (Imagem: FDR)

De acordo com a pesquisa realizada pelo jornalista, os pagamentos do Auxílio Brasil podem determinar as intenções de votos do público beneficiado pelo programa. A disputa mais acirrada nas eleições de 2022 fica em dois nomes: Luís Inácio Lula da Silva (PT), e Jair Messias Bolsonaro (PL).

Até o momento, o ex-presidente Lula tem ocupado a primeira colocação nas pesquisas eleitorais, principalmente quando o grupo pesquisado é beneficiado pelo Auxílio Brasil. Os números crescem nas regiões do Nordeste e de Minas Gerais.

publicidade

A coluna de Leitão mostra que no Nordeste o índice de aprovação à candidatura de Lula chega a 68%, enquanto a média nacional é de 58% das intenções de voto. O jornalista ainda traz duas interpretações sobre o cenário de pagamento do benefício social aos mais vulneráveis.

A primeira é a de que o Auxílio Brasil somente está sendo incrementado por Jair Bolsonaro a fim de fazer com que esse público “esqueça” o legado do Bolsa Família que foi criado na era petista. Dessa forma, ao se sentir enganado pela atual gestão, os votos seriam mantidos em Lula.

Por outro lado, em um cenário que pode favorecer Bolsonaro, o eleitor deve visualizar o investimento no Auxílio Brasil como algo bom. Considerando que o Bolsa Família pagava R$ 190, em média, enquanto até o final deste ano de 2022 o valor do Auxílio Brasil será de R$ 600.

 Bolsa Família vs Auxílio Brasil

O valor do Auxílio Brasil criado na gestão de Bolsonaro, comparado ao Bolsa Família pago na época de presidência de Lula, devem ser comparados entre os eleitores.

Acontece que os números não são tão fiéis a realidade, isso porque o poder de compra dos brasileiros diminuiu ano a ano. O que se comprava com R$ 600 há 22 anos atrás hoje já não se compra mais. Justamente por isso, a “memória eleitoral” dos brasileiros pode favorecer Lula.

Isso porque, na época de pagamento do auxílio administrado pela gestão petista, era possível comprar mais produtos do que atualmente. E embora os apoiadores de Bolsonaro acreditem que o investimento em Auxílio Brasil será o grande diferencial para decidir as eleições 2022, há poucas esperanças.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade

Até o momento, pesquisas como do PoderData, ainda mostram que os eleitores que são recebedores do auxílio preferem que Lula vença às eleições.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Lila Cunha
Lila Cunha é formada em jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Atua como repórter especial para o portal FDR. É responsável por selecionar as informações abordadas e garantir o padrão de qualidade das notícias veiculadas. Além disso, trabalha com apuração de hard news desde 2019, cobrindo o universo econômico em escala nacional.