EMPRÉSTIMO CONSIGNADO pelo AUXÍLIO BRASIL começa a ser OFERTADO para os beneficiários

Apesar da aprovação, o empréstimo consignado pelo Auxílio Brasil ainda não foi regulamentado pela pasta competente, o Ministério da Cidadania. Mesmo assim, as numerosas ofertas de contratação do que aparenta ser uma vantajosa linha de crédito já são feitas aos beneficiários do programa. 

publicidade

A prática não se trata de uma antecipação dos bancos tentando fidelizar clientes, e sim de assédios de estelionatários. Em posse dos dados pessoais de vários beneficiários do Auxílio Brasil, os golpistas entram em contato se passando por funcionários de instituições financeiras oferecendo o empréstimo consignado

Inclusive, o Instituto de Defesa do Consumidor (Idec), fez um alerta às instituições financeiras sobre o novo golpe com foco no Auxílio Brasil e, por consequência, a parcela mais vulnerável da população.

É importante ter em mente que, muitos dos beneficiários do programa se desdobram para sobreviver em uma situação degradante apenas às custas deste benefício. Logo, perdê-lo de forma tão cruel desestabiliza ainda mais a estrutura familiar.

publicidade

“Essas pessoas já vivem em condição de vulnerabilidade extrema e vão ser assediadas para contratação desses serviços”, reforçou a coordenadora do programa de Serviços Financeiros do Idec, Ione Amorim.

A moradora de São Gonçalo (RJ), Mirian Silva Guimarães, de 39 anos de idade, se identificou como uma das pessoas que já receberam ligações com a oferta do empréstimo consignado pelo Auxílio Brasil. A mulher é mãe de três filhos, e conta que, após duas ligações, estranhou um desconhecido ter conhecimento sobre todas as informações pessoais dela, até mesmo o Número de Identificação Social (NIS)

“A pessoa me ligou, ofereceu um empréstimo de R$ 2.500 que cairia no mesmo dia na minha conta, e informou que as parcelas de R$ 170 seriam descontadas diretamente no meu Auxílio Brasil”, contou. 

Ao recusar a oferta, o golpista insistiu e solicitou um código que Mirian não tinha acesso. Então, o suposto funcionário do banco a instruiu a obter este número no Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) no qual ela é registrada pelo Cadastro Único (CadÚnico)

Assim que Miriam conseguiu finalizar o contato, ela cadastrou o número de telefone como spam para não receber outras ligações semelhantes. Em nota, o ministério disse que irá averiguar o ocorrido.

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO pelo AUXÍLIO BRASIL começa a ser OFERTADO para os beneficiários
EMPRÉSTIMO CONSIGNADO pelo AUXÍLIO BRASIL começa a ser OFERTADO para os beneficiários. (Imagem: FDR)
publicidade

Empréstimo consignado do Auxílio Brasil 

O empréstimo consignado pelo Auxílio Brasil já foi aprovado pelo Governo Federal. O texto regulamenta a concessão de uma linha de crédito para beneficiários do Auxílio Brasil, permitindo que esse público também tenha acesso ao crédito ampliado de 35% para 40%

A iniciativa é uma novidade e tanto, tendo em vista que até então, beneficiários de programas sociais e cidadãos que dependam de todo o tipo de transferência de renda não tinham acesso a este tipo de empréstimo

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Hoje, cerca de 18,5 milhões de famílias em situação de vulnerabilidade social recebem o Auxílio Brasil e, é justamente este público que também passará a ter acesso à linha de empréstimo consignado. A previsão de investimento em crédito consignado para este público é de R$ 77 bilhões.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.