Valor da CESTA BÁSICA tem alta de 2,07% em junho; veja os estados mais afetados

Os itens alimentícios e de higiene que compõem a cesta básica subiram em pelo menos 2,07% em junho deste ano em São Paulo (SP). De acordo com dados obtidos entre o Procon e o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o conjunto de produtos pesquisados chegou a R$ 1.251,44 no último mês. 

Valor da CESTA BÁSICA tem alta de 2,07% em junho; veja os estados mais afetados
Valor da CESTA BÁSICA tem alta de 2,07% em junho; veja os estados mais afetados (Imagem: Montagem/FDR)

Em São Paulo, o acumulado de doze meses contou com crescimento de 18,05% nos itens que compõem a cesta básica. Quando feita a comparação com dezembro de 2021, o aumento foi de 15,02%. De acordo com a pesquisa divulgada nessa quarta-feira (13), pelos menos três segmentos ficaram mais caros.

Foram o de alimentação com 1,87%, limpeza com 2,28% e a higiene pessoal que cresceu 5,30%. O Procon-SP destacou o aumento de valor referente a margarina, este produto subiu 10,95%. Uma das explicações são aumento da demanda mundial de soja e a variação do dólar.

Muito falado nos últimos dias, o leite também foi mencionado pela pesquisa. O aumento foi de 9,90%, enquanto isso a farinha de mandioca também subiu e contou com reajuste de 10,11%.

No geral, dos 39 produtos pesquisados pelo órgão no mês de junho, 28 apresentaram alta, 10 diminuíram de preço e 1 permaneceu estável.

Cesta básica em outras regiões

A cidade de Cuiabá, capital do Mato Grosso, também ganhou destaque quando pesquisado o valor da cesta básica. De acordo com dados do Instituto de Pesquisas e Análise da Fecomércio, os produtos pesquisados passaram de R$ 698,71 na primeira semana de julho para R$ 704,13 na segunda semana.

Embora o crescimento de preços da última semana tenha chamado atenção, o valor acima de R$ 700 não era batido deste a terceira semana de junho. De novo ele, o leite foi o produto de maior variação. A pesquisa mostrou alta de 7,03% na primeira semana de julho.

Este aumento também pode ser considerado como influente para o crescimento de valor cobrado na manteiga, já que o leite é o seu insumo principal. A manteiga apresentou variação de 5,99% nos supermercados.

Por fim, outro item que ganhou destaque nos supermercados cuiabanos foi a banana. Na região, a alta semana foi de 3,40%, sendo a segunda semana consecutiva que o produto apresenta aumento de valor.

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Lila CunhaLila Cunha
Formada em jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC) desde 2018. Já atuou em jornal impresso. Trabalha com apuração de hard news desde 2019, cobrindo o universo econômico em escala nacional. Especialista na produção de matérias sobre direitos e benefícios sociais. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: lilacunha.fdr@gmail.com