Estes foram os itens que ficaram mais caros nos últimos 12 meses

E os preços não param de subir no Brasil. No mês de junho, a inflação avançou atingindo 11,89% no acumulado em 12 meses encerrado no mês passado, de acordo com dados do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), revelados pelo IBGE na última sexta, 8.

publicidade

A alta nos preços segue afetando todo o país, com cerca de 67% dos quase 360 produtos e serviços pesquisados pelo IBGE tendo alta no último mês.

No acumulado em 12 meses até junho, as passagens aéreas ocuparam o 1º lugar no ranking entre os itens que mais encareceram no país, obtendo um aumento de 122,40%. Logo após, aparece o pepino (95,81%) e a cenoura (83,99%).

As primeiras colocações do ranking de produtos que mais encareceram no período de um ano, seguem sendo ocupadas pelos alimentos. No entanto, vale destacar também o transporte por aplicativo, os combustíveis e o seguro de carro entre os serviços e produtos que encareceram.

publicidade

Falando sobre combustíveis, o único que teve o preço elevado em junho foi o óleo diesel, que passou a acumular um aumento de 56,36% no período de 12 meses. A gasolina, por sua vez, desacelerou a alta para 26,93%, contra 28,73% nos 12 meses até maio.

Itens que mais subiram em 12 meses até junho

  • Passagem aérea
    Pepino
    Cenoura
    Abobrinha
    Melão
    Batata-inglesa
    Morango
    Mamão
    Tomate
    Transporte por aplicativo
    Café moído
    Cebola
    Óleo diesel
    Pimentão
    Manga
    Seguro voluntário de veículo
    Maracujá
    Leite longa vida
    Mandioca (aipim)
    Repolho
    Gás veicular
    Alface
    Melancia
    Couve
    Brócolis
    Farinha de trigo
    Banana-da-terra
    Feijão-carioca (rajado)
    Banana-d’água
    Óleo de soja
    Tangerina
    Açúcar refinado
    Maionese
    Móvel para copa e cozinha
    Gasolina
    Gás encanado
    Gás de botijão
    Maçã
    Açúcar cristal
    Revista
    Banana-prata
    Sabonete
    Milho (em grão)
    Macarrão instantâneo
    Margarina
    Fogão
    Pacote turístico
    Laranja-lima
    Tinta
    Móvel para sala

Dicas para economizar no supermercado

  • Saiba o quanto pode gastar

Antes de sair de casa, estabeleça o quanto pode gastar no mercado. Cada família deve adequar este gasto a sua renda, ou seja, não existe uma quantia ideal. Fazendo isso, você evita imprevistos.

  • Faça uma lista

Saber exatamente o que precisa comprar deixa sua ida ao mercado mais objetiva. Desta forma, você evita o “passeio” pelos corredores e aquela tentação em pegar itens que não fazem parte das duas necessidades.

publicidade
  • Observe a diferença de preços

É sempre importante quando se quer economizar, fazer uma pesquisa de preço no supermercados próximos de sua casa. Os preços podem variar muito de local para local.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

 

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.